Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

PM encontra só carta e papéis picados em pacote deixado no Ministério da Fazenda

A Polícia Militar não encontrou explosivos nem nenhum material químico ou biológico no pacote deixado em frente ao prédio do Ministério da Fazenda, em Brasília, que mobilizou o esquadrão antibombas do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e três carros do Corpo de Bombeiros.

Dentro do pacote, apenas uma carta e papéis picados, que, segundo os policias, tinham os dizeres "Fora, Temer". A carta é intitulada "Teoria do Caos" e assinada por "Doutor em energia e meio ambiente".

Por volta das 13h, a brigada do ministério foi acionada e chamou os policiais. Um pacote suspeito havia sido deixado debaixo de árvores, em frente à sede da Fazenda. O que chamou a atenção foi que um crachá de uma servidora da pasta estava sobre o pacote. Esse mesmo crachá havia sido roubado na última quinta-feira e, de acordo com a funcionária, o assaltante havia dito que queria "explodir o governo".

Os policiais isolaram o local e um cachorro treinado farejou o pacote. Um robô então foi utilizado para colocar o embrulho em um raio x portátil e em um aparelho que mede a densidade. Foi descartada a presença de explosivos e um integrante do esquadrão antibombas, com roupas de proteção especiais, abriu o embrulho e revelou o conteúdo inofensivo.

O edifício não chegou a ser evacuado, mas muitos funcionários deixaram o prédio, inclusive o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Logo depois, a assessoria do ministro informou que ele iria para uma reunião na Presidência da República.