Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

S&P 500 e Nasdaq renovam recordes com paralisação do governo dos EUA no radar

Os mercados acionários americanos encerraram esta sexta-feira, 19, em alta, com os investidores atentos a Washington devido à possibilidade de uma paralisação do governo dos Estados Unidos a partir deste sábado.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,21%, aos 26.071,72 pontos, na máxima do dia; o S&P 500 avançou 0,44%, aos 2.810,30 pontos, e o Nasdaq subiu 0,55%, aos 7.336,38 pontos, também encerrando na máxima do dia. Na semana, os indicadores apresentaram ganhos de 1,04%, 0,86% e 1,04%, respectivamente. Com esses resultados, S&P 500 e Nasdaq renovaram recordes de fechamento.

A possibilidade de uma paralisação do governo americano foi monitorada de perto pelos agentes nesta sexta-feira. Apesar de a Câmara dos Representantes ter aprovado uma medida de curto prazo para financiar o governo e elevar o teto do endividamento dos EUA até 16 de fevereiro, as discussões no Senado não apresentaram previsibilidade. Na Casa, o Partido Republicano conta com 51 assentos, enquanto a oposição tem 39 lugares. No entanto, para aprovar o projeto, são necessários os votos favoráveis de ao menos 60 senadores.

No início da tarde, o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, abriu a sessão fazendo críticas à oposição e fez ameaças à reforma imigratória desejada pelos democratas. A Casa Branca também foi para a briga e o diretor de Orçamento do governo, Mick Mulvaney, acusou os senadores democratas de usarem a interrupção do financiamento ao governo como arma política. Já o presidente dos EUA, Donald Trump, recebeu o líder democrata no Senado, Chuck Schumer, para tentar evitar uma paralisação. Após o encontro, o democrata comentou que a reunião teve progressos, mas que ainda havia um "grande número de desacordos".

A expectativa de economistas consultados pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, é de que uma paralisação do governo não deve ter impacto significativo na economia. O diretor de estratégia de câmbio do Brown Brothers Harriman, Marc Chandler, lembrou que, em episódios anteriores, o índice acionário S&P 500 registrou queda de 0,6%, em média, e que, caso haja um "fechamento" do governo, o impacto deve ser parecido nos mercados de ações dos EUA.

Entre os setores de destaque, o subíndice financeiro do S&P 500 encerrou o dia em alta de 0,68%, ajudado por papéis de bancos, como Goldman Sachs (+2,05%), Citigroup (+1,18%) e Morgan Stanley (+2,90%). Reagindo a balanços corporativos, os investidores venderam ações da IBM, após a empresa registrar prejuízo líquido de mais de US$ 1 bilhão no quarto trimestre do ano passado. Com isso, a ação da IBM fechou em baixa de 3,99% nesta sexta-feira.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo