Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Taxas futuras de juros perdem força com dólar

Os juros futuros passaram a cair, após iniciarem a sessão desta quarta-feira, 29, com viés de alta. Esses ajustes acompanham a perda de força do dólar ante o real. Os investidores de renda fixa e câmbio estão à espera da contagem de votos na Câmara para avaliar as chances da reforma da Previdência neste ano e também da agenda norte-americana, que prevê o Produto Interno Bruto (PIB) do terceira trimestre, discurso da presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Janet Yellen, e o Livro Bege do Fed.

Os investidores monitoraram a aceleração do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), que teve alta de 0,52% em novembro ante 0,20% em outubro. Apesar do resultado acima da mediana das estimativas de 0,45% calculada pelo Projeções Broadcast, o indicador não pesou ainda nas taxas futuras, disse um operador de renda fixa.

Segundo o levantamento feito com 34 instituições, o intervalo das projeções ia de 0,25% a 0,59%. A variação acumulada do IGP-M no ano até novembro foi de -1,40%. Em 12 meses, o IGP-M registrou queda de 0,86%.

Às 9h55, o DI para janeiro de 2019 estava em 7,07%, ante 7,08% no ajuste anterior, após tocar em 7,09% na máxima. O DI para janeiro de 2020 caía a 8,28%, (máxima em 8,34%), ante 8,30% no ajuste de terça.

O DI para janeiro de 2021 a 9,15% (máxima foi a 9,21%), ante 9,19% do ajuste anterior. o dólar à vista recuava 0,17%, aos R$ 3,2076. O dólar futuro de dezembro caía 0,20%, aos R$ 3,2075.

.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo