Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Como faço para sair da casa dos meus pais com pouco dinheiro?

- Como faço para sair da casa dos meus pais com pouco dinheiro?

Muitas pessoas sentem certa necessidade de sair da casa dos pais, seja por independência, carreira, estudo, relacionamento e até mesmo para ter um cantinho só seu. O Massa News elaborou um questionário online a fim de descobrir qual o principal motivo que impede as pessoas de morarem sozinhas, quais os medos e quais as maiores dificuldades de quem já saiu da casa dos pais.O questionário obteve um total de 100 respostas.

De todos os respondentes, 82,5% ainda moram na casa dos pais, mas querem sair. Os principais motivos são relacionados à liberdade, independência e casamento e os maiores empecilhos relatados são os financeiros: 72% afirmaram que não possuem dinheiro para sustentar uma casa. 

Não é tão simples assim cuidar de uma casa, pagar contas e arcar com todas as responsabilidades envolvidas no quesito ‘morar sozinho’, principalmente com pouco dinheiro e esta é de fato a maior preocupação dos que querem sair de casa. 

O maior medo de 74% dos respondentes que querem sair da casa dos pais é se vão conseguir dar conta de pagar as contas. Realmente é um desafio, mas não é impossível! Guardando um dinheirinho todo mês aos poucos é possível juntar um valor e ter um cantinho só seu. A maioria pretende sair aos 25 anos e a maioria que já saiu de casa, se mudou com 19 anos. Os principais motivos da saída são referentes à estudo e casamento.


Primeiro de tudo é importante colocar no papel quais são seus objetivos principais. Tendo ‘sair da casa dos meus pais’ dentre eles (para um futuro próximo ou não), é essencial começar a fazer uma reserva financeira. Uma boa dica é aplicar em uma poupança, porque assim o seu dinheiro guardado também rende!

Comece a anotar todos os possíveis gastos que teria: condomínio (que pode incluir água, luz, gás, etc…), telefone, internet, mercado, serviços de streaming (Netflix, Spotify, etc…), academia, entre muitos outros. Pesquise o preço médio dessas contas para apartamento ou casa com uma pessoa e compare com o seu salário, se sobrar dinheiro, está perfeito. 

A hora de escolher um local para morar também é importante. Busque um local estratégico, que fique próximo ao seu trabalho e/ou local onde estuda. Para os que não tem carro ainda, procure também uma casa perto de pontos de ônibus ou terminais de transporte público.

No formulário, 61% disseram não ter condições de comprar ou alugar um imóvel, mas um planejamento financeiro regrado e pés no chão podem ser decisivos. Apartamento, casa, estúdio, ou outro? O que escolher? Vai depender do seu objetivo, necessidade e, claro, da sua condição financeira. Não tente dar um passo maior do que a perna!

O que esperar

Antes de decidir mudar sua vida e diminuir seus gastos para morar sozinho é preciso ter consciência do que acontece depois de tomada essa decisão. O planejamento, o orçamento e controle de gastos são essenciais. A maioria dos respondentes do formulário que já saiu da casa dos pais, afirmaram disseram utilizar aplicativos e planilhas para o controle de gastos. Os maiores investimentos mensais são para alimentação, aluguel e condomínio.

A dificuldade financeira, sem dúvida é o seu maior desafio, mas também não é tão simples assim para se adaptar. No formulário, 30,3% dos que já moram sozinhos, consideraram a adaptação bem difícil, então é preciso preparar-se psicologicamente também.

O Sicredi pode te ajudar no planejamento. A poupança do Sicredi pode ser uma ótima opção para guardar o dinheiro mensal, pois, além de separar o valor da sua conta corrente, o seu dinheiro também terá uma rentabilidade periódica.

Sicredi

Site: https://www.sicredi.com.br

Telefone: 3003-4770

Colaboração Angélica Klisievicz Lubas

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo