Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Educação divulga resultado da consulta sobre material didático

(Foto: Pedro Ribas/Arquivo ANPr) - Educação divulga resultado da consulta sobre material didático
(Foto: Pedro Ribas/Arquivo ANPr)

A Secretaria de Estado da Educação divulgou os resultados da consulta pública sobre o Material de Apoio Didático do Paraná, que começa a ser elaborado nos próximos meses, com base no Referencial Curricular do Paraná aprovado no fim de 2018.

A Superintendência da Educação, responsável pelo desenvolvimento do material, também definiu quais serão os próximos passos do trabalho e anunciou que professores interessados poderão participar da elaboração desse material.

A consulta teve como finalidade conhecer as necessidades e expectativas dos profissionais e estudantes das redes de educação em relação ao material. O engajamento surpreendeu: foram 22 mil respostas de alunos, tanto dos anos iniciais quanto finais do Ensino Fundamental e Médio, e cerca de 10 mil participações de profissionais, de todas as regiões do Estado.

Os estudantes apontaram, de forma geral, que os livros didáticos utilizados atualmente não estimulam o uso da tecnologia, o trabalho extra-classe  e o aprendizado em grupo. Ainda, muitos acreditam que as atuais publicações não contemplam a realidade e o contexto locais.

Como expectativa, tanto docentes quanto estudantes dizem que gostariam de receber um material que trabalhe com metodologias ativas, a fim de estimular outras competências e habilidades dos jovens. Os alunos também querem ter contato com textos que abordem as características culturais do Paraná e que proponha pesquisas fora da sala de aula.

Os professores, por sua vez, consideraram como uma das principais necessidades do material, que vai ser produzido, a inclusão de sugestões para estratégias para o trabalho com alunos com deficiência e dificuldade de aprendizagem. Na opinião de 60% dos profissionais de educação que participaram da consulta, o melhor formato é o de apostila.

Próximos passos

O superintendente da Educação, Raph Gomes Alves, afirmou que a consulta pública foi muito importante para nortear os próximos passos do projeto. Segundo ele, o objetivo é desenvolver um material forte, com sugestões para melhorar a abordagem dos conteúdos em sala, levando em consideração a aplicabilidade das propostas e o desafio que é prender a atenção do aluno para o estudo.

Alves frisou que a próxima etapa é a publicação de edital para a seleção de professores-autores e professores-coordenadores para a criação das apostilas, que deve ocorrer nos próximos dias. Para o superintendente, é preciso entender que tipo de elementos o material deverá ter para efetivamente apoiar o professor em sala de aula.

“O grande líder desse processo é o professor que está em sala, e cabe a Secretaria da Educação dar esse suporte para ele conduzir essa aula com a qualidade desejada pelo docente e pelos estudantes. Vamos precisar contar muito com a ajuda de nossos ótimos professores”, disse.

O Material de Apoio Didático do Paraná foi proposto no início de 2019 pelo secretário estadual da Educação, Renato Feder, e a necessidade de elaboração foi confirmada durante a realização de grupos focais com professores da rede estadual e alunos integrantes de grêmios estudantis de Curitiba.

Colaboração Agência Estadual de Notícias

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo