Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Justiça concede reintegração de posse e estudantes iniciam desocupação do NRE

Grupo de estudantes ainda resiste na entrada da PM no local. (Foto: Rudnei Vieira / Rede Massa) - Justiça concede reintegração e estudantes começam a sair do NRE
Grupo de estudantes ainda resiste na entrada da PM no local. (Foto: Rudnei Vieira / Rede Massa)

Os estudantes que ocupavam desde a manhã dessa segunda-feira (31) o prédio da Paraná Previdência, onde fica o Núcleo Regional de Educação, no bairro São Francisco, em Curitiba, começam a deixar o local após a Justiça conceder a reintegração de posse no fim da tarde desta terça-feira (1). Um pequeno grupo de estudantes ainda resiste à desocupação, mas não há relato de confronto com os policiais militares.

Durante o dia, a Polícia Militar cercou o prédio e proibiu a entrada de manifestantes com água e comida. Além disso, o abastecimento de luz e água também foram cortados como tentativa de enfraquecer o movimento, mas o governo do estado voltou atrás após uma reunião entre autoridades e estudantes.

No meio da tarde os manifestantes bloquearam o cruzamento das ruas Inácio Lustosa e João Manoel, onde fica o núcleo, durante 15 minutos. Eles também fizeram um cerco ao prédio, para protestar contra a intervenção policial.

O movimento de ocupação iniciou justamente após a Justiça conceder a reintegração de posse de algumas escolas estaduais em Curitiba.

Atualização

O pequeno grupo que não aceita a desocupação segue no prédio da ParanáPrevidência. A Polícia Militar cerca o local e também fica próxima dos estudantes. O objetivo dos policiais é vencer o grupo pelo cansaço, sem precisar utilizar de força para a retirada dos manifestantes. A juíza que concedeu a reintegração de posse deve chegar no local e conversar com os estudantes.

Por volta das 20h, os estudantes deixaram o Núcleo Regional de Educação sem relatos de uso da força por parte dos policiais militares.