Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Ocupações levam reitoria a alterar data e locais de provas da segunda fase do vestibular da UFPR

(Foto: Paula Schreiber / Massa News) - Atenção estudantes: tem alteração de data e local de prova da UFPR
(Foto: Paula Schreiber / Massa News)

Em coletiva à imprensa na manhã desta segunda-feira (21), o reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Zaki Akel Sobrinho, detalhou as medidas tomadas pela instituição e que foram necessárias para a realização da segunda fase do vestibular da Universidade, que acontece no próximo fim de semana e, tudo por conta das ocupações dos prédios da instituição. Ao todo são nove unidades (8 em Curitiba e 1 no Litoral) foram ocupadas por estudantes.

O reitor destacou, que “após as inúmeras e infrutíferas tentativas de conversação amigável com os alunos que ocupam os prédios, e diante da negativa de diálogo, bem como do agravamento do quadro, a solução foi recorrer a medidas judiciais”. “Tomamos duas medidas, a de pedido de reintegração de posse e também um interdito proibitório que impeça a tomada da Reitoria, Núcleo de Concurso e locais de prova”, relata.

Também serão alterados alguns locais e datas das provas, para garantir a segurança e a realização do concurso. As alterações atingem 9,3 mil candidatos dos quase 15 mil inscritos. “Apenas candidatos de Curitiba, os demais locais, no interior não serão afetados”, diz. “É um momento de instabilidade”.

Todos os vestibulandos serão avisados por ‘sms’ sobre a alteração, bem como haverá ampla divulgação a partir desta terça-feira (22). Os novos locais são instituições privadas, parceiras da UFPR. “As provas serão levadas para a Pontifícia Universidade católica do Paraná e para os Colégios Marista e Bagozzi”.

Tão importante quanto a mudança de local, é a antecipação da data da prova, que ocorreria no dia 28 e foi antecipada para o dia 26. “Como houve a alteração de local, precisamos mudar a data. Não havia outras datas disponíveis até o fim do ano para adiarmos e, seria preciso alterar o calendário do próximo ano”.

Apenas o curso de música não sofrerá alterações, realizando as provas na segunda-feira (28).

O custo da alteração, de acordo com o reitor, será de cerca de R$ 30 mil, que será absorvido pela receita do concurso.

Mais uma vez, vale ressaltar que o comprovante com local e data da prova, estará disponível aos vestibulandos no site do concurso a partir desta terça-feira.

Colaboração Paula Schreiber