Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Paraná terá a primeira escola técnica de operação florestal do Brasil

(Foto: Jaelson Lucas/ANPr) - Paraná terá a primeira escola técnica de operação florestal do Brasil
(Foto: Jaelson Lucas/ANPr)

O Paraná terá a primeira escola técnica de operação florestal do Brasil. A criação do Centro Estadual de Educação Profissional Florestal e Agrícola de Ortigueira, nos Campos Gerais, é uma parceria entre o Governo do Estado, Klabin e a prefeitura do município, e terá capacidade de receber até 800 alunos.

“Este projeto fortalece o nosso sistema de ensino profissionalizante. Uma ação inovadora, que traz uma parceria importante com a Klabin, para formarmos jovens para atuar em uma área essencial para a economia do Paraná e do Brasil", disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior, ao formalizar a parceria nesta terça-feira (16), em evento em Ortigueira. "Essa escola é fundamental para consolidar o Paraná em grande polo produtor de celulose”, afirmou.

A previsão é que o espaço seja inaugurado no ano que vem, inicialmente com três cursos: técnico em Operações Florestais, técnico em Manutenção de Máquinas Pesadas e técnico em Agronegócio. As formações serão oferecidas nas modalidades integral, concomitante com o ensino médio, e subsequente, quando o aluno já tem o ensino médio e faz apenas a formação técnica. A unidade vai ofertar cerca de 300 vagas em regime de internato e semi-internato, possibilitando o ingresso de estudantes de diferentes regiões do País.

Parceria 

A escola vai funcionar no prédio que foi utilizado como alojamento dos trabalhadores do Projeto Puma, maior investimento privado da história do Paraná, construído com incentivo do Governo do Estado. A estrutura doada pela Klabin conta com quartos, banheiros, salas de aula, cozinha industrial, refeitório, campo de futebol e área de lazer.

A Secretaria de Estado da Educação fará as adaptações necessárias para acessibilidade e construirá uma oficina mecânica e uma quadra poliesportiva coberta. O investimento do Estado será da ordem de R$ 12 milhões. O secretário de Estado da Educação, Renato Feder, destacou que um dos grandes objetivos do Paraná é ampliar a oferta e a qualidade do ensino profissionalizante, como forma de combater a evasão escolar e aumentar as perspectivas de acesso ao mercado de trabalho. "Essa parceria com a Klabin vai impactar na melhoria do ensino profissionalizante e da empregabilidade dos nossos jovens", afirmou.

Como se trata de uma formação ainda inédita no Brasil, a Klabin disponibilizará instrutores que hoje formam a mão de obra especializada da companhia para participarem do processo seletivo de professores da futura escola. A empresa também já fez o contato com os principais fabricantes de equipamentos florestais do mundo e com empresas do setor para fomentar parcerias para equipar os laboratórios.

Modelo internacional 

Para desenvolver o projeto, representantes da Klabin, da Secretaria da Educação e da Prefeitura de Ortigueira visitaram, em 2017, escolas que são modelos na Finlândia e Suécia, na região da Escandinávia, referência mundial na indústria de papel e celulose.

Segundo José Totti, diretor Florestal da Klabin, a empresa tem no Paraná uma das maiores operações florestais do mundo, com melhor produtividade em velocidade de crescimento e volume de madeira, e em equipamentos. “Com a formação técnica especializada, aprimoraremos a excelência na operação desses maquinários”, disse ele.

Escolas técnicas da Suécia e Finlândia já manifestaram interesse em realizar intercâmbios futuros de alunos e professores e algumas empresas do setor agroflorestal também já se comprometeram a conceder estágios supervisionados aos estudantes. Atualmente, um operador florestal ganha cerca de R$ 2 mil mensais em início de carreira.

Empresa

Klabin é a maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil. Ao todo, são 17 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina. As três fábricas instaladas no Paraná ficam em Telêmaco Borba, Ortigueira e Rio Negro. Os empreendimentos geram mais de 10 mil empregos diretos e indiretos no Estado em 25 municípios, principalmente nos Campos Gerais.

Colaboração ANPr

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo