Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Projeto da UEL atende idosos com curso de informática

A Secretaria Municipal do Idoso (SMI) realiza, nesta terça-feira (25), às 9 horas, no Centro de Convivência da Pessoa Idosa (CCI), localizado na região oeste, solenidade de formatura de 360 idosos que participaram do curso de Noções de Informática e Internet. O curso, realizado nos anos de 2015 e 2016, foi coordenado pelo professor Fábio Sakuray, em parceria com o Departamento de Computação do Centro de Ciências Exatas (CCE) da UEL.

A cerimônia será na própria sede do CCI Oeste, que fica localizada na Rua Pedra Selada, 111, Jardim Bandeirantes. O evento integra a programação do Mês do Idoso em Londrina, que tem como objetivo realizar atividades para celebrar a vida das pessoas com idade de 60 anos ou mais.

Projeto - Ao todo 26 turmas formadas por idosos receberam aulas de informática e internet no Laboratório de Informática do próprio CCI Oeste. Durante a solenidade de conclusão do curso, os formandos receberão certificado expedido pela UEL.

De acordo com o coordenador do curso, professor Fábio Sakuray, do Departamento de Computação (CCE), o público dessa faixa etária faz parte de uma geração que apresenta uma carência de inclusão digital e, nesse sentido, o curso foi importante para essa suprir essa necessidade e possibilitar um primeiro contato.

"Durante as atividades, passamos aos idosos várias orientações sobre os cuidados com o computador e noções básicas de informática e internet. A receptividade foi grande, e os participantes aprenderam a acessar e enviar mensagens de e-mail e por redes sociais, e também receberam informações sobre como fazer download de arquivos, por exemplo", explicou o professor Fábio.

A gerente de Articulação Comunitária da Secretaria Municipal do Idoso, Maria Angela Santini, destacou que o curso propiciou aos participantes a oportunidade para a aquisição de novos conhecimentos, mas, principalmente, ampliou o universo de comunicação dos idosos por meio de ferramentas da internet.

(com Agência UEL)