Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Curitiba, PR
Clima
24.3ºC
Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Com 10.525 novas vagas, Paraná foi o terceiro estado que mais criou empregos em outubro

Redação

Redação

O Paraná teve saldo positivo de 10.525 empregos em outubro, o terceiro estado que mais gerou empregos no mês. Com o resultado, já soma 147.955 empregos gerados em 2022, se consolidando como o maior empregador da região Sul. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (29) pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

Foto: Gilson Abreu

O resultado de outubro supera a soma da região Norte (7.266) e Centro-Oeste (8.409), e três estados com populações maiores que o Paraná: Minas Gerais (8.463), Rio de Janeiro (8.677) e Bahia (6.702). O saldo de vagas no mês é resultado da diferença entre as 135.559 admissões e os 125.034 desligamentos no período. No acumulado do ano, foram 1.497.659 contratações contra 1.349.704 demissões.

No acumulado do ano, o Paraná fica atrás apenas dos estados mais populosos do Sudeste: São Paulo (657.617), Minas Gerais (219.746) e Rio de Janeiro (177.202). Além disso, o resultado é superior à soma do resultado dos sete estados da região Norte no período.

“Na economia, os resultados do Paraná têm sido excelentes. Chegamos ao posto de quarta potência econômica do Brasil e os números de empregabilidade continuam altos. Queremos fechar o ano com mais um grande resultado no Caged”, disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

“Esse é o Paraná unido e em paz. Temos a menor taxa de desemprego dos últimos oito anos, estamos com vários programas voltados à qualificação profissional e realizando diversos mutirões de empregos por todo o Estado. Esse trabalho tem ajudado a alavancar esses números”, destacou o secretário da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Rogério Carboni.

O Estado teve saldo positivo na geração de emprego em todos os meses de 2022. As mais de 147 mil vagas abertas no ano são resultado da soma dos saldos dos meses de janeiro (19.521), fevereiro (29.070), março (5.328), abril (9.589), maio (14.026), junho (14.338), julho (16.503), agosto (15.521), setembro (12.920) e outubro (10.525).

No Brasil, o saldo de empregos em outubro foi de 159.454 vagas, chegando a 2.320.252 postos de trabalho acumulados entre janeiro e setembro de 2022.

SETORES – Em outubro, o Paraná registrou saldo positivos de empregabilidade em todos os setores econômicos, sob a liderança do setor de serviços. Responsável por quase metade das contratações, gerou 4.736 empregos.

Na sequência aparece o comércio, com 3.092 empregos gerados, seguido pela indústria, com 1.634 vagas preenchidas. Construção civil (613) e agropecuária (450) completam o quadro de outubro.

No acumulado do ano, com 88.276 empregos gerados, o setor de serviços foi responsável por cerca de 60% das contratações. A indústria ficou com a segunda maior fatia no período, registrando saldo positivo de 27.709 empregos nos últimos dez meses.

O comércio preencheu 19.456 vagas no recorte acumulado, seguido pela construção civil, que gerou 9.272 empregos, e a agropecuária, que registrou 3.242 contratações. Com este resultado, o Paraná teve saldo positivo em todos os setores econômicos também no acumulado do ano. 

CIDADES – As cidades grandes das quatro regiões e os municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) foram os grandes destaques da geração de empregos em outubro.

A Capital foi a cidade que teve o maior saldo, com 2.604 empregos gerados, seguida de Londrina, que registrou 1.110 contratações. Na sequência aparecem São José dos Pinhais (823), Toledo (674) e Ponta Grossa (659). Pinhais (339), Pato Branco (225), Colombo (223), Foz do Iguaçu (210) e Ortigueira (199) completam o top 10 estadual.

237 municípios paranaenses registraram saldo positivo em outubro, 59,4% do total, enquanto 142 tiveram saldo negativo. As 20 cidades remanescentes registraram o mesmo número de admitidos e de desligados, ou seja, registraram saldo zero.

Somando o resultado dos dez primeiros meses de 2022, Curitiba também desponta como cidade que mais gerou empregos, com 38.584. Londrina aparece na segunda colocação com 7.688 vagas preenchidas, seguido de São José dos Pinhais, com 6.951, Maringá, com 5.846, e Cascavel, com 5.181 empregos gerados.

Na sequência aparecem os municípios de Ponta Grossa (4.029), Toledo (4.011), Araucária (3.971), Colombo (3.101) e Foz do Iguaçu (3.080).

A grande maioria das cidades paranaenses está com saldo positivo na geração de empregos no ano. Dos 399 municípios, 341 (85,5%) tiveram saldo positivo no mercado de trabalho de 2022. Em dois deles o número de pessoas que foram admitidas e desligadas foi o mesmo e em apenas 56 (14%) o saldo de empregos foi negativo.

Caged de outubro 2022:

  • São Paulo – 60.404
  • Rio Grande do Sul – 13.853
  • Paraná – 10.525
  • Rio de Janeiro – 8.677
  • Minas Gerais – 8.463
  • Pernambuco – 8.113
  • Santa Catarina – 6.866
  • Bahia – 6.702
  • Ceará – 5.005
  • Distrito Federal – 4.795
  • Alagoas – 4.335
  • Amazonas – 3.463
  • Espírito Santo – 3.196
  • Maranhão – 2.965
  • Rio Grande do Norte – 2.009
  • Mato Grosso do Sul – 1.693
  • Pará – 1.468
  • Paraíba – 1.230
  • Tocantins – 1.103
  • Goiás – 1.010
  • Sergipe – 995
  • Mato Grosso – 911
  • Piauí – 869
  • Acre – 679
  • Rondônia – 617
  • Roraima – 525
  • Amapá – -499

Caged do Ano 2022:

  • São Paulo – 657.617
  • Minas Gerais – 219.746
  • Rio de Janeiro – 177.202
  • Paraná – 147.955
  • Bahia – 131.631
  • Santa Catarina – 124.642
  • Rio Grande do Sul – 116.568
  • Goiás – 102.791
  • Mato Grosso – 70.071
  • Ceará – 67.588
  • Pernambuco – 66.670
  • Distrito Federal – 50.764
  • Pará – 48.829
  • Espírito Santos – 48.117
  • Mato Grosso do Sul – 44.908
  • Maranhão – 44.100
  • Amazonas – 37.464
  • Paraíba – 22.875
  • Rio Grande do Norte – 22.409
  • Alagoas – 20.015
  • Rondônia – 16.724
  • Piauí – 16.638
  • Tocantins – 15.919
  • Sergipe – 11.524
  • Acre – 7.737
  • Roraima – 7.258
  • Amapá – 6.843

Caged do Paraná em 2022 – mês a mês: 

  • Janeiro – 19.521
  • Fevereiro – 29.070
  • Março – 5.328
  • Abril – 9.589
  • Maio – 14.026
  • Junho – 14.338
  • Julho – 16.503
  • Agosto – 15.521
  • Setembro – 12.920
  • Outubro – 10.525

As informações são da AEN.

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Ative as notificações e fique por dentro das notícias

Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia