Entre os países do G20, Brasil é segundo lugar em acidentes de trabalho

Apesar dos progressos recentes, ainda há muito a ser feito quando o assunto é tornar os locais de trabalho ambientes mais seguros. Afinal, é muito comum trabalhadores dos setores de petróleo e gás, construção civil, mineração, manufatura, transporte e outros exercerem suas atividades em altura, espaços confinados, operando máquinas e veículos perigosos, ou em contato com produtos químicos insalubres, fatores que os colocam o tempo todo em situação de risco para acidentes.

O Brasil, por exemplo, entre os países do G20, ficou em segundo lugar, atrás apenas do México, quando o assunto é acidente ou doença laboral. Chama atenção que, por aqui, entre os anos de 2012 e 2020, a cada 15 segundos, foi registrada a morte de pelo menos um trabalhador, expondo uma taxa de 6 mortes para cada 100 mil empregos formais e uma perda acumulada de 469 milhões de dias de trabalho, conforme levantamento do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, elaborado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). 

Seguindo seu propósito de proteger e salvar vidas, e mantendo a tradição de participação na feira, a MSA do Brasil participou da FISP 2022 – Feira Internacional de Segurança e Proteção com um estande especial para apresentação de seus produtos em detecção de gases, proteção contra queda, soluções integradas em proteção à cabeça, facial e auditiva, e equipamentos autônomos. Além disso, a empresa marcou sua presença no SENABOM, onde focou em seu portfólio de soluções para bombeiros, e esteve em um espaço especial no estande da ANIMASEG dedicado à inovação. Passaram pelo local cerca de 50 mil visitantes, entre bombeiros, cipeiros, compradores, integradores, inspetores de riscos, socorristas e empresários que têm em mente que a segurança deve estar em primeiro lugar.

Empresa marcou sua presença também no SENABOM, onde focou em seu portfólio de soluções para bombeiros

Para a edição da FISP 2022, a MSA trouxe o conceito de ‘One MSA’ para seu estande, reforçando que segurança é seu propósito, missão e paixão. “Para este ano, foi preparada uma experiência de scape room, criada em parceria com a Escape 60, onde os participantes foram convidados a desvendar um mistério por meio de pistas espalhadas no ambiente e tentar escapar da sala, em uma atividade inédita e imersiva, onde o objetivo foi fazer com que os mineradores de Gard conseguissem escapar do planeta em segurança! A atividade funcionou por fila de espera e foi totalmente gratuita”, explica Paula Nadjaria, especialista em Comunicação de Marketing da MSA LATAM. 

Lançamentos de Equipamentos e Tecnologias Inovadoras

Em seu estande, a MSA apresentou os principais lançamentos, produtos e tecnologias que vêm trabalhando e desenvolvendo nos últimos anos. Entre as novidades, destaque para um sistema de proteção contra quedas para trabalhos em altura – a Linha de Vida Temporária THLL em cabo de aço, para duas pessoas. Com 18 metros de comprimento, ela tem indicador de tensão e instalação até 70% mais rápida que linhas de vida temporárias em cabo de aço convencionais. Uma de suas principais vantagens é que, para sua montagem, não há necessidade de ferramentas adicionais.

Outro lançamento da MSA do Brasil na FISP foi a Linha de Cinturões de Segurança V-Series, voltada para a proteção dos trabalhadores que exercem atividades em altura. Nesse caso, a leveza e o conforto são as principais características, visto que os produtos têm opções de modelos com fivelas e argolas em aço galvanizado e alumínio, além das fitas com tratamento especial que previnem sujeira. 

Consolidando-se cada vez mais como desenvolvedora de tecnologias inovadoras para o segmento de segurança, houve a exposição das mais inovadoras tecnologias de detecção fixa de gás e chama, e o lançamento do Safety io Grid, um serviço de software conectado à nuvem Safety io Grid, um importante aliado na prevenção de incêndios. Na prática, a solução serve para minimizar interrupções e gerenciar, de maneira eficiente e proativa, frotas de detecção de gás portátil, sendo fonte confiável para todos os registros de constatação de gases.

Ademais, ocorreu também o pré-lançamento do Capacete V-Gard C1, especialmente adequado para trabalhadores que operam ao ar livre em condições de sol. Com barreira térmica ReflectIR™, pendente de patente, conserva o interior do capacete até 11°C (20°F) mais frio em condições ensolaradas. Mantendo sua tradição de excelência e como a empresa referência no segmento de capacetes de segurança, a MSA lançou nesta FISP o Capacete V-Gard H1, especialmente projetado para operações e trabalho em altura, resgate e espaços confinados, e o Kit Abafador de Ruídos V-Gard HP, concebido para funcionar com capacetes e as demais soluções integradas MSA, oferecendo ao usuário total conforto, desempenho e máxima proteção, necessários para executar o trabalho com segurança.

Como se não bastasse, mais uma solução de realce da empresa e que teve evidência na FISP 2002 foi o LUNAR, um dispositivo portátil sem fio que pode ser utilizado por todos os bombeiros com imagem térmica aprimorada com detecção de borda e conectividade, e integração com a Máscara Autônoma G1, a qual tem capacidade para coletar informações sobre pressão e tempo de ar restante e o inovador recurso de busca e resgate, com informação sobre direção e distância que se encontra o bombeiro. 

Outra atração foi o lançamento do Capacete de Resgate e Incêndio Florestal F2XR que veio para substituir o capacete F2XTREM, modelo mais atual disponível no mercado brasileiro hoje da marca. A nova versão, além de trazer 5 aprovações de diferentes normas de salvamento e resgate, traz também um protetor ocular integrado, opção de sistema de ventilação no casco, abafadores de ruído, protetor facial, óculos de proteção e sistema de lanterna com 3 focos de luz e sistema de SOS na parte traseira do casco.

Por fim, um destaque complementar, na oportunidade, tratou da apresentação da Trava quedas Retrátil V-TEC, Equipamento de Proteção Individual (EPI) de bloqueio rápido, o qual evita que se gere uma força de impacto grande demais para ser absorvida pelo corpo. A solução, desenvolvida de forma modular para facilitar a sua recertificação e reparo, já é considerada a mais segura e confiável do mercado por possuir um sistema de travamento e desaceleração à prova de falhas. “Depois de alguns anos sem a feira, que deveria ser realizada em 2020 e foi interrompida pela pandemia da covid-19, nossas expectativas para o evento, desde o princípio, foram as melhores possíveis e sem dúvida nossos planos foram todos concretizados. Em mais uma edição da FISP, a missão da equipe da MSA do Brasil foi levar para cada um o que há de melhor e mais inovador na segurança do trabalho, e saímos desse trabalho com a sensação de dever cumprido”, explica Paula.