G-7 condena anexação de territórios ucranianos pela Rússia

Por Francine De Lorenzo e Letícia Simionato

São Paulo, 30 (AE) – O G-7 divulgou nesta sexta-feira, 30, comunicado no qual os ministros de Relações Exteriores do grupo condenam, “por unanimidade e nos termos mais fortes possíveis” a anexação das regiões ucranianas de Donetsk, Luhansk, Kherson e Zaporizhia pela Rússia, destacando a “continuadas violações da soberania, integridade territorial e independência da Ucrânia”.

Segundo o G-7, a ação marca “um novo ponto baixo no flagrante desrespeito da Rússia pelo direito internacional”. “Nunca reconheceremos essas anexações ostensivas, nem os falsos ‘referendos’ conduzidos sob a mira de armas”, destacaram os ministros no comunicado.

“Reiteramos nosso apelo a todos os países para que condenem inequivocamente a guerra de agressão da Rússia e as tentativas de apreensão territorial. Apelamos a toda a comunidade internacional para rejeitar o expansionismo brutal da Rússia, seus esforços para negar a existência da Ucrânia como um Estado independente e sua flagrante violação das normas internacionais que garantem a paz, a segurança e a integridade territorial e a soberania de todos os Estados do mundo.”

De acordo com o G-7, mais medidas econômicas serão adotadas para pressionar a Rússia. Os EUA já anunciaram hoje sanções a mais autoridades, incluindo a a presidente do Banco Central da Rússia, Elvira Nabiullina.

O grupo demanda que a Rússia encerre imediatamente a guerra, retire completamente suas tropas e equipamentos militares da Ucrânia e respeite a independência, soberania e integridade territorial da Ucrânia dentro de suas fronteiras internacionalmente reconhecidas.

Por Estadão Conteúdo.