Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Brasileiros são os que mais 'traem' parceiros no Netflix, segundo estudo

(Foto: Divulgação) - Brasileiros são os que mais 'traem' parceiros no Netflix
(Foto: Divulgação)

Quem é casado ou vive um namoro certamente já passou pela situação: nem sempre é possível cumprir ao pacto de assistir a uma série de TV somente na presença do parceiro. Com frequência, a traição é inevitável. É essa a conclusão da mais recente pesquisa divulgada, nesta segunda-feira, pela Netflix. De acordo com os dados coletados pela plataforma de conteúdo audiovisual on-line, 46% dos casais ao redor do mundo já trapecearam seus parceiros, acompanhando uma produção antes de sua cara metade — e omitindo essa informação, já que 60% admitiram que “trairiam” mais frequentemente se soubessem que não seriam descobertos.

O estudo revela ainda que brasileiros e mexicanos são os que mais “traem” em toda a América Latina: 58% confessaram já ter assistido à série preferida sem o parceiro. Na tal escalada “traidora”, os homens saem na frente, com 53% deles confessando o “crime”. Na pesquisa, também constam detalhes sobre o perfil do consumidor brasileiro: “de acordo com os casais entrevistados no país, comédia parece ser o gênero favorito para essas puladas de cerca — 43% preferem rir ao trair, mesmo se, em regra geral, os dramas ainda reinem entre os infiéis”, diz o material de divulgação da Netflix. Alguns números surpreendem: 16% dos casais brasileiros pensam que esse tipo de traição é pior do que ter amante de verdade.

Dados ao redor do mundo

Os maiores infiéis estão no Brasil e no México, onde 58% dos casais que fazem streaming já traíram. Os espectadores mais fiéis estão na Holanda (73% nunca traíram), Alemanha (65%) e Polônia (60%).

Séries mais tentadoras no mundo

Embora nenhuma série esteja a salvo, as maiores tentações para traição são “The walking dead”, “Breaking bad”, “American horror story”, “House of cards”, “Orange is the new black”, “Narcos” e “Stranger things”.

Motivos para traição: nenhum?

A maioria não planeja trair… Isso simplesmente acontece e pronto: 80% das traições não são planejadas. O motivo para a crescente tendência de traição? Dois terços (66%) dos pesquisados diz que “as séries são tão boas que não conseguimos parar de assistir”.

Formas de traição: quando o parceiro dorme!

É bom dormir com um olho aberto: 25% das traições ocorrem quando um dos parceiros adormece. O estudo é longo nesse trecho: “Mas se isso constitui traição é motivo de debates acalorados. Metade dos consumidores acha que ‘traição no sono’ não conta (53%), mas a moralidade de ‘traição no sono’ varia pelo planeta. Os chilenos acham que não é um grande problema, enquanto o Japão vê como algo imperdoável. Muitos ainda estão traindo em segredo: 45% nunca admitem suas indiscrições”.

Assistir à série antes é pior do que ter amante real, dizem chineses

Se você der uma escapada, não se martirize. “A traição tem se tornado moralmente aceitável, com 46% dizendo que ‘não é tão grave’”, diz o estudo. Há uma ponderação, porém: “Exceto, claro, se você vive em Hong Kong, onde 40% acham que assistir antes de seu parceiro é pior do que ter um amante de verdade”.