Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

22 civis morrem no Afeganistão após operação conjunta entre EUA e forças afegãs

Funcionários do governo afegão e moradores do sul do país afirmam que 22 civis, a maioria deles mulheres e crianças, foram mortos durante uma operação conjunta entre os Estados Unidos e forças afegãs, na semana passada, na província de Helmand, no sul do Afeganistão.

A autoridade responsável pela segurança em Helmand, Jabar Qahraman, disse que o ataque, que tinha como alvo insurgentes talebans, ocorreu no distrito de Sangin e resultou na morte de 13 pessoas de uma família e nove de outra. "Estamos tristes ao ouvir a notícia de mortes de civis", disse ele. "Quando os talebans usam civis como seu escudo contra as forças de segurança, tais incidentes ocorrem".

Um capitão da marinha norte-americana, Bill Salvin, que também atua como um porta-voz militar, disse que os EUA "têm trabalhado diligentemente para determinar se civis foram mortos ou feridos como resultado de ataques aéreos das forças norte-americanas", realizado para apoiar as forças afegãs dentro e ao redor de Sangin. Segundo ele, ainda não há conclusões.

Um dos moradores da região, Hameed Gul, disse que perdeu nove membros da sua família, inclusive sua mãe e uma irmã. "É tudo mentira que eles estavam atacando o Taleban", disse ele na terça-feira, na capital da província de Helmand, Lashkar Gah, onde estava hospedado no momento do ataque.

Kareem Atal, o chefe do conselho provincial em Helmand, afirmou que um homem, duas mulheres e duas crianças que foram feridas no ataque foram trazidas para Lashkar Gah para tratamento. Fonte: Associated Press.