Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Eleitores suíços aceitam simplificar processo de naturalização para jovens

Os eleitores suíços decidiram neste domingo tornar mais fácil para jovens estrangeiros obter a cidadania suíça, concordando com o acesso de 25 mil pessoas com menos de 25 anos ao rápido processo, hoje disponível a estrangeiros que se casam com suíços.

A medida, que tem sido chamada de "naturalização de imigrantes de terceira geração" e contou com a apoio 60,4% dos votos, dá aos jovens cujos pais e avós tenham vivido na Suíça há anos um caminho simplificado para a cidadania.

Nascer na Suíça não confere automaticamente a cidadania suíça e alguns outros países europeus. Estima-se que cerca de 25 mil pessoas seriam afetadas pela medida, que poderá ser de longo alcance, tendo em vista que um quarto da população da Suíça é formada por não cidadãos.

A iniciativa significará menos papelada, menos atrasos e taxas mais baixas para menores de 25 anos cujos pais e avós vivem na Suíça há anos, mas que não passaram pelo demorado e oneroso processo de naturalização.

Os seus beneficiários imediatos são na sua maioria descendentes de turcos, não migrantes e refugiados da África e do Oriente Médio cuja recente chegada à Europa provocou uma reação da extrema-direita. A Suíça, que não está na União Europeia, mas é cercada por membros do bloco, vem recebendo estrangeiros há séculos. Fonte: Associated Press.