Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Em desafio à Rússia, UE isenta de vistos cidadãos de Ucrânia e Geórgia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A União Europeia (UE) decidiu nesta quinta-feira (8) autorizar a entrada de cidadãos da Ucrânia e da Geórgia sem a necessidade de vistos. A medida desafia os interesses da Rússia, que nos últimos anos se envolveu em conflitos armados naqueles dois países.

Os governos da Ucrânia e da Geórgia -antigas repúblicas soviéticas- comemoraram a decisão de Bruxelas. Eles veem nas iniciativas de aproximação à UE uma saída para se distanciar da esfera de influência do Kremlin.

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, saudou as "notícias animadoras" da UE. O chanceler da Geórgia, Mikheil Janelidze, afirmou que "a Geórgia é parte da Europa".

A Rússia apoia movimentos separatistas em uma guerra civil no leste da Ucrânia e, há dois anos, anexou do país a península da Crimeia. Em 2008, Moscou ordenou uma intervenção militar no norte da Geórgia.

As negociações para isentar de vistos os quase 50 milhões de ucranianos e georgianos enfrentavam a resistência de alguns líderes europeus, principalmente da França e da Alemanha, que têm sofrido pressões em seus países para pôr limites ao enorme fluxo de imigrantes e refugiados.

Em 2015, mais de 1 milhão de pessoas, oriundas principalmente do norte da África e do Oriente Médio, cruzaram o Mediterrâneo em busca de asilo em países do bloco. A chegada de estrangeiros foi rechaçada por movimentos nacionalistas de extrema-direita, que vivem um momento de ascensão na Europa.

O presidente do Conselho Europeu (órgão executivo da UE), Donald Tusk, comemorou "o fim das disputas sobre o mecanismo de suspensão de vistos". Ele vinha alertando que a demora nas negociações poderia ameaçar a credibilidade do bloco.

Por conta de procedimentos burocráticos, a implementação do regime de livre ingresso de cidadãos da Ucrânia e da Geórgia pode se arrastar por semanas.

Sob as novas regras, a Comissão Europeia ou uma maioria dos Estados membros da UE poderá suspender por nove meses a isenção de vistos para um país caso muitos cidadãos desse país prolonguem sua estadia no bloco sem autorização ou causem problemas.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo