Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

EUA e Reino Unido reafirmam apoio aéreo na ofensiva síria contra Estado Islâmico

Os EUA e o Reino Unido reafirmaram neste domingo apoio aéreo à ofensiva da Síria para retomar a cidade de Raqqa, atual reduto do Estado Islâmico.

Forças sírias lideradas pelos curdos e apoiadas pelos Estados Unidos anunciaram hoje um plano para retomar a cidade de Raqqa, que é atualmente considerada capital não oficial do Estado Islâmico, e disseram que esperavam que a Turquia não interferisse em assuntos internos da Síria.

Brett McGurk, enviado da Casa Branca à coalizão militar liderada pelos EUA contra o Estado Islâmico, disse a repórteres na Jordânia que os EUA fornecerão todo o apoio aéreo.

O enviado disse que os EUA também estão em contato próximo com seu aliado, a Turquia. Os EUA consideram que os combatentes curdos sírios estão entre as mais eficazes forças que lutam contra o Estado Islâmico, mas a Turquia os vê como uma organização terrorista.

"Queremos que isso seja o mais coordenado possível, reconhecendo que haverá uma mistura de forças no campo", disse McGurk.

Enquanto isso, o Reino Unido disse que fornecerá vigilância aérea para ajudar na ofensiva. O secretário de Defesa do país, Michael Fallon, disse que a Força Aérea Real "irá apoiar o desenvolvimente da ofensiva em Raqqa", acrescentando que a "vigilância sofisticada daria à coligação uma vantagem vital na Síria".

Fallon também disse que os ataques do Reino Unido estão "fazendo a diferença" na luta contra o Estado Islâmico na cidade de Mossul, no norte do Iraque, onde as forças iraquianas lançaram uma grande operação no mês passado para expulsar os extremistas. As duas cidades são as maiores controladas pelo grupo extremista. Fonte: Associated Press