Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Ex-presidente da Coreia do Sul participa de audiência que pode levá-la à prisão

A presidente deposta da Coreia do Sul, Park Geun-hye, saiu visivelmente cansada nesta quinta-feira após uma audiência de quase nove horas com o juiz que vai decidir, talvez já amanhã, se ela deve ser presa pelas denúncias de corrupção que já a tiraram do cargo.

Park não respondeu às perguntas ao entrar na Corte para a audiência. Mesmo que o juiz recuse o pedido de prisão, os promotores ainda podem investigá-la e condená-la.

Caso o pedido de prisão seja aprovado, Park pode ficar detida por até 20 dias antes de que a sentença formal seja anunciada.

Promotores acusam Park de conluio com sua amiga para extorquir grandes empresários, receber propinas de empresas e outros crimes. As alegações levaram milhões de norte-coreanos às ruas para protestar contra a presidente, durante semanas a fio, até que a Suprema Corte decidiu tirá-la do cargo, em 10 de março. Os poderes de Park já haviam sido suspensos em dezembro, quando o Parlamento votou pelo impeachment.Fonte: Associated Press.