Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Iraque toma nova cidade próxima de Mossul

As forças militares do Iraque fazem segundo dia de ofensiva para retomar a cidade de Mossul do Estado Islâmico.

Segundo informações do exército iraquiano, tropas entraram no centro de Hamdaniyah, também conhecida como Qaraqosh, e ergueram a bandeira na sede do governo local. As unidades, no entanto, ainda enfrentam resistência do grupo extremista.

A cidade fica a cerca de 20 quilômetros de Mossul, a segunda maior cidade tomada pelo Estado Islâmico.

Na ofensiva deste sábado, a televisão iraquiana noticiou que o repórter Ali Risan foi morto ao levar um tiro de um atirador de elite. Na sexta-feira, outro jornalista, Ahmet Haceroglu, também morreu durante a cobertura do conflito.

Também hoje, o Estado Islâmico lançou um foguete e abriu fogo contra um comboio iraquiano que se aproximava de Mossul. O exército iraquiano revidou e nenhum soldado ficou ferido.

Na sexta-feira, as forças especiais do Iraque tomaram a cidade de Bartella e também ergueram a bandeira do País, mas ainda enfrentam resistência do Estado Islâmico. Bartella fica 15 quilômetros ao leste de Mossul.

A ofensiva iraquiana também continua em Kirkuk, onde o Estado Islâmico faz um forte ataque na cidade, que fica a 170 quilômetros de Mossul. Aparentemente, o grupo extremista tenta desviar as atenções de Mossul.

Estados Unidos

O secretário de defesa dos Estados Unidos, Ash Carter, chegou neste sábado ao Iraque para conversas com líderes do país, incluindo o primeiro-ministro Haider al-Abadi, sobre a ofensiva para retomar a cidade de Mossul do Estado Islâmico.

Carter deve encontrar-se com o primeiro-ministro iraquianos e receber atualizações sobre a campanha militar do Iraque em Mossul, iniciada a menos de uma semana e liderada pelos Estados Unidos. Fonte: Associated Press.