Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Merkel defende proibição do uso de veú islâmico na Alemanha

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, defendeu nesta terça-feira (6) a proibição do uso de véus que cubram todo o rosto em lugares públicos.

"O véu completo não é apropriado aqui, deveria ser proibido onde quer que seja legalmente possível. Isso não pertence a nós", disse a chanceler.

A declaração de Merkel foi recebida com aplausos pelos participantes da conferência da União Democrática Cristã (CDU).

No evento, ela foi reeleita líder do partido, que tem orientação conservadora. A manutenção de Merkel na liderança da legenda ocorre poucas semanas depois de ela anunciar a intenção de concorrer a um quarto mandato como chanceler.

A intenção de proibir o uso do véu deve provocar atritos com membros da comunidade islâmica. A religião orienta que as mulheres usem algum tipo de véu, e algumas muçulmanas vestem peças como a burca e o niqab, que cobrem o rosto.

Merkel desagradou muitos eleitores conservadores ao receber, em 2015, mais de 1 milhão de imigrantes e refugiados, muitos deles vindos de países de tradição islâmica, como a Síria e o Afeganistão.

Não é a primeira vez em que membros do governo alemão recomendam a proibição do véu completo em lugares públicos. Em agosto, o ministro do Interior, Thomas de Maiziere, disse que a vestimenta "não se encaixa na nossa sociedade".

A proibição do véu islâmico tem precedentes na Europa. Em 2011, a França baniu o uso de Burqa e Niqab em lugares públicos, medida que foi suspensa em 2014 pelos órgãos de direitos humanos da União Europeia.

Recentemente, algumas cidades francesas instituíram temporariamente a proibição do uso do burquíni, peça de banho que mistura a burca com o biquíni, alegando razões de segurança após uma série de atentados terroristas no país.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo