Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Na França, mais de 1 mi vota em primárias presidenciais de partido conservador

Foto: Moritz Hager/ World Economic Forum - França: 1 mi vota em primárias presidenciais de partido conservador
Foto: Moritz Hager/ World Economic Forum

Mais de 1,1 milhão de eleitores franceses conservadores já votaram neste domingo nas primeiras primárias nacionais do partido Os Republicanos para escolher seu candidato à próxima eleição presidencial.

Até hoje, candidatos do partido eram escolhidos por meio de processos internos. Nesta primeira rodada, eleitores com mais de 18 anos, membros ou não do Os Republicanos, podem escolher entre sete candidatos conservadores. As mais de 10,2 mil urnas do país estarão abertas até as 17h do horário local (20h pelo horário de Brasília). Em uma segunda fase, daqui uma semana, eles terão de optar por um dos dois candidatos mais votados na eleição de hoje.

Os três candidatos que lideram as pesquisas são o ex-presidente Nicolas Sarkozy (61) e os ex-primeiros ministros François Fillon (62) e Alain Juppe (72). O vencedor terá grandes chances de vencer as eleições presidenciais marcadas para abril e maio de 2017, já que tradicionais rivais de esquerda têm perdido força com a problemática gestão do socialista François Hollande.

O principal concorrente do candidato conservador vencedor das primárias deve ser a candidata de extrema-direita Marine Le Pen, que tem apostado no sentimento anti imigração, anti islamismo e de aversão ao sistema para impulsionar sua candidatura. Candidata oficial do Partido da Frente Nacional, Le Pen não está participando da primária conservadora.

Sarkozy tem trabalhado para atrair votos de eleitores simpatizantes de Le Pen, defendendo regras mais rígidas para a imigração na Europa e prometendo banir o uso de lenços de cabeça por mulheres muçulmanas em universidades do país. Fillon viu sua popularidade aumentar recentemente devido à imagem de autoridade e seriedade, comparada à de Sarkozy. Ele promete organizar um referendo sobre um sistema de cotas para imigrantes. Na outra ponta, Juppe tem difundido uma visão mais pacífica da sociedade francesa, baseada no respeito à liberdade religiosa e à diversidade étnica.

No terreno econômico, todos os candidatos defendem taxas de juros mais baixas, especialmente para o setor corporativo, e a redução do número de servidores públicos.

Após ter votado em Paris, acompanhado de sua esposa Carla Bruni-Sarkozi, o ex-presidente Sarkozy se disse confiante sobre as eleições. "Tivemos uma primeira etapa de campanha muito interessante, um bom debate democrático", declarou. Fonte: Associated Press.