Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

No Egito, número de mortos em atentado em mesquita no Sinai sobe a 184

Pelo menos 184 pessoas foram mortas e 125 pessoas ficaram feridas no ataque realizado por homens armados que levavam também explosivos em uma mesquita sufista na Península do Sinai, no Egito, de acordo com autoridades citadas pela imprensa estatal. Trata-se do ataque mais mortífero no país em mais de dois anos.

Os autores do ataque detonaram uma bomba na mesquita Al Rawda na cidade de Be'r Al Sabea, a oeste da cidade de al-Arish, informou a imprensa estatal, antes de passar a atirar a esmo nas pessoas que tentavam fugir. Várias ambulâncias foram atacadas a tiros quando tentavam levar feridos, disse à televisão estatal Ahmed Al Ansary, diretor do serviço de ambulâncias do país.

Nenhum grupo até agora reivindicou a autoria do ataque. O braço egípcio do Estado Islâmico regularmente ataca no Sinai e está ativo em al-Arish. O presidente Abdel Fattah Al Sisi declarou luto oficial de três dias e se reunirá com autoridades do setor de segurança e inteligência.

Moradores locais disseram que a mesquita é associada ao sufismo, um braço místico do Islã qualificado como herético por extremistas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo