Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Novo presidente assume, promete eleições e pede investimentos no Zimbábue

(Foto: Voz do Zimbabue) - Novo presidente assume e pede investimentos no Zimbábue
(Foto: Voz do Zimbabue)

O novo presidente do Zimbábue, Emmerson Mnangagwa, assumiu nesta sexta-feira o cargo interinamente. Mnangagwa prometeu realizar eleições "democráticas" no próximo ano, como já estava planejado, e também pediu que estrangeiros invistam no país.

"Nós pedimos àqueles que nos puniram no passado que reconsiderem", afirmou Mnangagwa. "Todo investimento estrangeiro estará seguro no Zimbábue", prometeu. O político assume no lugar de Robert Mugabe, de 93 anos, que estava havia 37 no poder e havia ameaçado nacionalizar alguns setores lucrativos, como o de extração de diamantes. O novo presidente prometeu reembolsar fazendeiros que tiveram suas terras tomadas no governo Mugabe, o que provocou no passado condenação internacional e sanções ao Zimbábue, mas também disse que não há como reverter agora essas ações.

Mnangagwa assume o controle de um país do sul da África visto outrora como próspero, mas que atualmente luta com problemas como a falta de dinheiro e o alto desemprego. Ele também prometeu combater a corrupção, outro problema sério. "A cultura do governo precisa mudar, e muda agora."

A chegada ao poder do novo líder ocorre após semanas tumultuadas. Mugabe decidiu destituir Mnangagwa do posto de vice-presidente que ele ocupava, no início do mês. Depois disso, porém, Mugabe passou a ser alvo de intensa pressão dos militares, do partido governista, o ZANU-PF, e também de protestos populares, em meio aos temores de que a então primeira-dama, Grace Mugabe, fosse apontada como sua sucessora. Mugabe acabou por renunciar na terça-feira. O agora ex-presidente seguirá no país e teve garantias de sua "segurança máxima", segundo a imprensa estatal.

Aliado de longa data de Mugabe, Mnangagwa, de 75 anos, tem o apoio das Forças Armadas. Dezenas de milhares de pessoas foram acompanhar a posse dele. A oposição também apoiou a mudança de governo e espera agora ter mais voz para determinar o futuro do país.

Alguns líderes regionais foram à posse, entre eles os de Botsuana, Moçambique e Zâmbia. Havia também diplomatas de muitas nações presentes.

Mnangagwa é apenas o segundo presidente da história do Zimbábue, país fundado há 37 anos. Como Mugabe, ele teve um papel na guerra de independência nacional. Fonte: Associated Press.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo