Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Número de imigrantes mortos no mar Mediterrâneo neste ano bate recorde

(Foto: Estadão Conteúdo) - Número de imigrantes mortos no mar Mediterrâneo neste ano bate recorde
(Foto: Estadão Conteúdo)

A Agência da Organização das Nações Unidas Para Refugiados (Acnur) disse nesta quarta-feira que pelo menos 3,8 mil imigrantes morreram no mar Mediterrâneo este ano na tentativa de chegar à Europa. O dado marca 2016 como o ano mais mortal no Mediterrâneo.

A agência informou que em todo o ano de 2015 foram registradas 3.771 mortes de imigrantes no mar Mediterrâneo. "Estamos recebendo mais relatos de mortes no Mediterrâneo e podemos confirmar agora que este é o ano mais mortal na regiãO", informou.

Dezenas de imigrantes se afogam toda semana enquanto os frágeis e cheios barcos de viagem viram ou afundam, conforme disse a agência. Ela culpa o tempo ruim, barcos fracos e o fato dos imigrantes fugindo das guerras e da pobreza estarem cada vez mais tomando a perigosa rota do Mediterrâneo central da Líbia à Itália com o objetivo de chegar a Europa.

Aproximadamente 327,8 mil imigrantes que cruzaram o Mediterrâneo esse ano o fizeram usando a rota central, onde cerca de 1 em cada 47 pessoas morrem. Por comparação, o valor total de mortes de todo o Mediterrâneo do ano passado - quando mais de 1 milhão de pessoas chegaram à Europa - era 1 em cada 260 pessoas. Fonte: Associated Press.