Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Panamá prende sócios da Mossack-Fonseca

Procuradores panamenhos prenderam formalmente os sócios do escritório de advocacia Mossack-Fonseca, que foi envolvido no ano passado ao escândalo conhecido como 'Panama Papers', em que milhares de documentos sobre contas offshore foram vazados.

As prisões são relacionadas aos pagamentos da empreiteira brasileira Odebrecht. Ramon Fonseca Mora e Jurgen Mossack são sócios da firma. Ambos já estavam sob a custódia das autoridades desde quinta-feira, retidos para prestar esclarecimentos enquanto a sede do escritório era revistada.

Os procuradores acusam a Mossack-Fonseca de criar as contas offshore que permitiram o pagamento de propinas pela Odebrecht em vários países. A empreiteira admitiu ter pago cerca de US$ 800 milhões em propina em toda a América Latina.

Os advogados serão julgados pelo crime de lavagem de dinheiro. Fonte: Associated Press.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo