Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Partido do primeiro-ministro vence eleição no maior Estado da Índia

O partido Bharatiya Janata (BJP), do primeiro-ministro Narendra Modi, caminhava para uma vitória avassaladora nas eleições em Uttar Pradesh, maior Estado da Índia. As eleições são vistas como um referendo sobre o desempenho dos quase três anos de governo de Modi. Líderes do partido acreditam que a vitória em Uttar Pradesh aumenta as chances de Modi de conquistar outro mandato como primeiro-ministro nas eleições de 2019.

A Comissão Eleitoral disse que o BJP conquistou 311 dos 403 assentos da assembleia de Uttar Pradesh. O presidente do partido, Amit Shah, descreveu a vitória como histórica. Com o resultado, o partido volta ao poder no Estado após 14 anos. Em outro Estado do norte, Uttarakhand, o BJP ficou com 56 dos 70 assentos.

As eleições foram realizadas em cinco Estados em fevereiro e no começo de março, mas a contagem dos votos não tinha terminado até este sábado.

O Partido do Congresso, principal oposição do BJP em nível nacional, venceu no Estado de Punjab, conquistando 77 dos 117 assentos. Em Goa, no oeste do país, e em Manipur, no nordeste, nenhum dos dois partidos conseguiu a maioria dos assentos, mas o Partido do Congresso estava na frente do BJP nos dois Estados.

"O BJP atingiu um novo patamar nos Estados de Uttarakhand e Uttar Pradesh e mudou o quadro político do país", disse o ministro de Segurança Interna, Rajnath Singh, em Nova Délhi. Kapil Sibal, um dos líderes do Partido do Congresso, reconheceu que, "sem dúvida, é uma vitória espantosa para o BJP".

"As eleições provam que o BJP conseguiu quebrar as barreiras de castas e classes", disse o cientista social P. Kumar, do Instituto de Estudos de Desenvolvimento Giri, em Lucknow, capital de Uttar Pradesh.

Desde que assumiu o governo, em maio de 2014, Modi vem investindo em educação e aumentando gastos em estradas, irrigação e outras obras de infraestrutura. Seu governo também vem reformando o complexo regime de impostos do país. Fonte: Associated Press.