Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Presidente iraquiano resiste à participação turca na batalha em Mosul

(Foto: Evan Schneider/ UN) - Presidente iraquiano resiste à participação turca na batalha em Mosul
(Foto: Evan Schneider/ UN)

A pressão do secretário de Defesa dos Estados Unidos, Ash Carter, para que o Iraque permita uma participação da Turquia na batalha em Mosul encontrou resistência do primeiro-ministro iraquiano, neste sábado, que disse que as forças de seu país derrubarão os militantes do Estado Islâmico no norte da cidade.

"Eu sei que os turcos querem participar, nós agradecemos, mas isso é algo a ser feito pelos iraquianos e os iraquianos vão libertar Mosul e os demais territórios", disse Haider al-Abadi em uma reunião com o chefe do Pentágono em Bagdá.

"Forças iraquianas, curdas, e outros agentes locais vão conduzir a batalha em Mosul", disse al-Abadi. "Não temos nenhum problema. Se precisarmos de ajuda, nós pediremos à Turquia ou outros países da região", completou.

Ele reconheceu que ambos os lados fizeram recomendações e que eles se reunirão novamente, sugerindo que a porta pode continuar aberta para algum comprometimento.

Carter, que desembarcou no Iraque neste sábado para se encontrar com seus comandantes e avaliar o progresso dos primeiros dias da operação em Mosul, disse que a questão da participação turca na campanha militar é um tema difícil.

O papel dos Estados Unidos é "trabalhar com nossos parceiros da coalizão e do governo iraquiano para tentar resolver questões como essa e garantir que estamos focados" no combate ao Estado Islâmico. "Estou confiante de que podemos ter um papel construtivo aqui". Fonte: Associated Press.