Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Risco de ruptura em barragem leva à retirada de quase 200 mil na Califórnia

O nível da água no maior dique dos Estados Unidos caiu nesta segunda-feira, informaram autoridades locais, reduzindo o risco de uma ruptura catastrófica da barragem que levou à retirada de quase 200 mil pessoas em uma região da Califórnia na noite de domingo.

Após fortes tempestades na região nas últimas semanas, principalmente na porção norte da Califórnia, o nível da barragem aumentou de forma expressiva, levando autoridades locais a utilizarem a saída de emergência de água da construção pela primeira vez em quase 50 anos. Segundo as autoridades, a água estava vazando da barragem a uma velocidade duas vezes maior que a que chegava.

Na noite de ontem, autoridades pediram pela saída de quase 200 mil pessoas na região que vivem ao sul do Lago Oroville, no norte da Califórnia, em meio à um risco de rompimento na barragem por causa da erosão.

"Nós pegamos nosso cão e seguimos em direção a um ponto elevado, longe do rio", disse Kimberly Cumings, que se mudou para Oroville com o marido e o filho de três anos há três meses, por causa de uma oferta de emprego. Eles estavam jantando em um restaurante quando a ordem chegou, e pegaram carona em uma camionete de um vizinho.

"Nós não podemos arriscar com o nosso bebê", disse Patrick Cummings, sobre a decisão de fugir.

O principal vertedouro do lago Oroville, de concreto, rompeu na semana passada quando funcionários estaduais tentavam evitar que a água do lago transbordasse. Com isso, os agentes locais tiveram que usar um vertedouro emergencial, que não havia sido empregado desde a construção do reservatório nos anos 1960.

Por causa da previsão de mais chuvas na quarta e na quinta-feira, autoridades correm agora para consertar os danos na barragem e reduzir o nível de água em cerca de 15 metros antes das próximas tempestades. Associated Press e Dow Jones Newswires.