Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Como surgiu o velório?

Velório organizado pela Unilutus  - Como surgiu o velório?
Velório organizado pela Unilutus

É muito comum, após o falecimento de um ente querido, que a família se reúna para realizar uma cerimônia fúnebre em homenagem à pessoa que se foi. Essa cerimônia é conhecida como velório. No velório o caixão do falecido é colocado em exposição pública para permitir que parentes e amigos possam honrar a memória antes do sepultamento. Sua duração é variada: de poucas horas a mais de um dia, podendo inclusive acontecer durante a madrugada.

Mesmo com as diferenças de crença, cultura e comoção popular pertinentes a cada caso, os velórios realizados em diversas partes do mundo seguem basicamente a mesma forma. Mas onde surgiu este costume?

Dizem que, na idade média, os copos de estanho eram usados para beber cerveja ou uísque. Essa combinação, às vezes, causava um distúrbio crônico de sonolência excessiva, induzido pela bebida alcoólica misturada ao óxido de estanho.

Se a pessoa fosse encontrada durante o distúrbio, era comum pensarem que estaria morta. Sendo assim, eles preparavam o enterro e o corpo era colocado sobre a mesa da cozinha por alguns dias. 

A família ficava em volta, em vigília, comendo, bebendo e esperando para ver se a pessoa estaria realmente morta ou somente sob efeito da bebida. Daí a vigília do caixão, ou seja o velório.

Em um passado não muito distante, há pouco mais de 30, 40 anos, era comum as famílias organizarem seus próprios velórios, preparando não só o corpo do falecido, como também a cerimônia em si, que normalmente era feita em casa. Mas com o tempo, esta função foi passada para empresas funerárias, que se aperfeiçoaram no assunto, oferecendo estruturas mais adequadas e capacitando profissionais para dar suporte a família durante o velório. É o caso da Unilutus, empresa tradicional de Curitiba, presente há mais de 25 anos no mercado.

Segundo o diretor da empresa, Felipe Cubas, o foco do atendimento da empresa é a família. “A Unilutus entende o velório como um momento muito importante para as famílias. É a última oportunidade de prestar homenagens com a presença física do falecido. Um atendimento digno e humano, aliado a um espaço apropriado amenizam muito a dor e o sofrimento dos amigos e familiares de quem chega ao final da sua jornada terrena”, explica Cubas.

Nos últimos anos, a empresa tem investido em melhorias na sua estrutura e também no atendimento, contando inclusive com capela de velório própria (fotos). Alguns colaboradores receberam treinamento específico voltado para um atendimento humanizado e também para a organização do cerimonial de despedida. “Quem adquire um plano funeral busca apoio, tranquilidade e conforto para um momento que sabe que será doloroso. Nossa equipe trabalha para atender esta expectativa. Não são necessárias grandes ações, a maioria das pessoas deseja um velório simples, mas com muita dignidade e respeito”, conclui.

Como surgiu o velório?

Unilutus

Endereço: R. Des. Benvindo Valente, 380 - São Francisco, Curitiba - PR


Telefone: (41) 3077-0022


Whats App: (41) 98815-4665


Email: unilutus@unilutus.com.br

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo