Onda de Ômicron na Alemanha está “bem sob controle”, diz ministro

BERLIM (Reuters) – A onda de infecções pela variante Ômicron do coronavírus, que é de rápida disseminação, está “bem sob controle” na Alemanha e o país pode considerar suspender algumas restrições após um pico no final de fevereiro, disse o ministro da Saúde alemão nesta sexta-feira.

O Instituto Robert Koch para doenças infecciosas reportou 190.148 testes positivos para a Covid-19 em 24 horas nesta sexta-feira, 49.988 a mais do que uma semana antes, e 170 mortes relacionadas ao vírus, elevando o número de óbitos a 117.484.

“Muitas vezes leio e ouço que os políticos perderam o controle sobre a pandemia. No entanto, esse não é o caso. Estávamos preparados para os números de infecção que temos no momento –na verdade, estes são ainda menores do que o esperado”, disse o ministro da Saúde alemão, Karl Lauterbach, em coletiva de imprensa.

O número de novas infecções diárias pode subir a 400 mil, mas depois voltará a recuar, disse ele, acrescentando que a proteção de idosos que ainda não foram vacinados é a tarefa mais importante do país no momento.

“A Alemanha tem um número comparativamente alto de idosos não vacinados –quatro vezes mais que a Inglaterra e três vezes mais que a Itália”, disse Lauterbach.