Paraná tem 16 rodovias parcialmente bloqueadas nesta quarta; veja a lista

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta quarta-feira (2), às 19h, uma nova atualização com a lista de rodovias bloqueadas. As interdições estão sendo feitas por manifestantes e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) que discordaram do resultado das eleições deste domingo (30).

Os bloqueios totais acontecem em pelo menos três pontos em rodovias federais no Paraná, segundo o boletim. O relatório aponta, ainda, que 16 pistas estão parcialmente interditadas. Não há previsão de normalização das vias.

Os bloqueios totais nas rodovias federais foram totalmente desfeitos e agora restam apenas interdições parciais. Confira a lista abaixo:

Foto: PRF

Em nota, a PRF afirmou que solicitou uma liminar à Justiça Federal do Paraná que impede os bloqueios nas rodovias federais. A liminar foi concedida na noite desta segunda (31).

Os manifestantes que descumprirem a medida estão sujeitos à multa de R$ 10 mil por dia, seja líder ou participante do protesto (veja a nota completa no fim da matéria).

O balanço das rodovias estaduais bloqueadas pode ser acompanhado aqui.

A Polícia Militar informou, às 16h desta quarta-feira, que o Estado ainda tinha 38 pontos de bloqueio, sendo sendo dois totais e 36 parciais. A corporação informou ainda que “não serão disponibilizadas listas com os pontos de bloqueio nas rodovias estaduais”.

O Corpo de Bombeiros foi acionado pelo menos 26 vezes desde segunda-feira (31) para apagar focos de incêndio e remover objetos nas estradas; a Defesa Civil atendeu outras 10 situações.

“Vale ressaltar que a PMPR está cumprindo integralmente as determinações judiciais a fim de reestabelecer, o mais breve possível, a normalidade nas rodovias que cruzam o nosso estado”, diz a nota da Polícia Militar.

Confira a nota da PRF Paraná:

A Justiça Federal no Paraná concedeu à Polícia Rodoviária Federal (PRF), na noite desta segunda-feira, uma liminar que impede que os manifestantes realizem bloqueios nas rodovias Federais do Estado. A liminar foi solicitada pela PRF e concedida pela Justiça às 20h18 de ontem.

O descumprimento pelos manifestantes tem pena de pagamento de multa diária de R$ 10.000,00 (dez mil reais) para cada réu, independentemente de ser líder ou participante, além de outras sanções penais cabíveis.

De posse da liminar a PRF já liberou mais de 30 pontos desde a madrugada até o início da manhã desta terça-feira. O processo de liberação seguirá durante todo o período necessário até que se restabeleça a total fluidez nas rodovias federais do Estado. A ação da PRF conta com o apoio e suporte da Polícia Militar.

O desdobramento das ações e a liberação dos pontos pode ser acompanhada através dos boletins publicados no perfil da PRF na plataforma twitter (@prf_pr).

Saiba mais: