Greve de trabalhadores paralisa obras da Linha Verde

Cerca de 100 trabalhadores da empresa responsável pela execução de obras do lote 4.1 da Linha Verde, no trevo do Atuba estão em greve. O trecho tem aproximadamente 3 km de extensão e já está na terceira licitação. Outras duas empresas que estavam trabalhando nesse trecho não conseguiram cumprir o contrato.

Foto: Daniel Castellano/SMCS

As obras desse trecho da Linha Verde estavam paradas desde dezembro de 2021 e foram retomadas a pouco tempo, com duas novas empresas assumindo o trecho.

O Sindicato dos Trabalhadores da Categoria da Construção Pesada do Paraná (Sintrpav-PR) informou as reivindicações dos funcionários em greve são com relação a melhora nos benefícios recibos, como ampliação do valor da cesta básica e definição do valor da cesta natalina. Eles desejam ainda negociar um período de recesso no final do ano.

Cerca de 100 trabalhadores estão em greve.

Representantes do Sindicato da categoria afirmaram que o contrato atual envolve uma das empresas do contrato anterior, realizando a mesma atividade econômica, no mesmo trecho e praticamente os mesmos trabalhadores, mas que o valor da cesta báscia teria sido reduzido quase que pela metade e ainda não há definição sobre o valor da cesta natalina.

Não há previsão para o fim da paralisação.

As obras da Linha Verde começaram em 2007 e inicialmente tinham previsão de conclusão para a Copa de 2014.

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!
ENTRAR NO GRUPO
Compartilhe essa matéria nas redes sociais
Ative as notificações e fique por dentro das notícias
Ativar notificações
Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia
Alisha
Alorino
Antônio Carlos
Bianca Granado
Camila Santos
Edvaldo Corrêa
Elaine Damasceno
Fabiano Tavares
Gabriel Pianaro
Giselle Suardi
Guilherme C Carneiro
Mateus Afonso
Mauro Mueller
Oseias Gomes
Papai em Dobro
Tais Targa