Vereadora Maria Letícia diz que faz uso de medicamentos fortes para doença

A vereadora de Curitiba Maria Leticia (PV), presa no último sábado (25) após se envolver em um acidente de trânsito, alegou fazer uso de medicamentos fortes que podem causar efeitos colaterais. O pronunciamento foi feito nesta segunda-feira (27).

maria-leticia-presa
Foto: Rodrigo Fonseca/CMC

De acordo com a parlamentar, ela está em acompanhamento neurológico por neuromielite óptica e faz tratamento quimioterápico. Os remédios para o tratamento da doença podem causar sonolência, amnésia, dificuldade na fala e confusão mental.

Na nota enviada à imprensa, Maria Letícia não fala sobre a prisão em flagrante por embriaguez e desacato, mas diz que passou mal antes do acidente de trânsito.

A vereadora também lamentou o acidente e publicou vídeo nas redes sociais em que pede desculpas pela situação.

Veja a nota:

Na noite de sábado (25), a vereadora Maria Leticia (PV) se envolveu em um acidente de trânsito após passar mal. Atualmente, a parlamentar está em acompanhamento neurológico por neuromielite óptica (CID 10 G36.0) fazendo tratamento quimioterápico. Os fortes medicamentos usados para tratar a doença podem causar efeitos colaterais como Embora abalada devido ao impacto do acidente, a parlamentar não se feriu e lamenta o ocorrido. O departamento jurídico, o Mandato e ela mesma continuam colaborando com as autoridades.

Gabinete Parlamentar Mandato Maria Leticia

Câmara abre sindicância sobre caso da vereadora Maria Letícia

O presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Marcelo Fachinello (Podemos), se manifestou sobre o caso.

Fachinello pediu que a Corregedoria da Câmara abra uma sindicância para apurar a situação da vereadora Maria Letícia, presa em flagrante pela Polícia Militar por embriaguez ao volante e desacato depois de se envolver num acidente de trânsito no bairro Bigorrilho.

“O Legislativo reafirma seu compromisso com a legalidade, com a segurança no trânsito e com o respeito à vida”, afirmou Fachinello, em plenário, ao anunciar o pedido de sindicância à Corregedoria.

“A vereadora Maria Leticia terá a possibilidade de ampla defesa”, garantiu o presidente do Legislativo. A Câmara avalia uma possível infração ético-disciplinar no caso.

A parlamentar é a segunda-secretária da CMC, compondo a Comissão Executiva, e responde pela Procuradoria da Mulher. Maria Leticia é vereadora de Curitiba desde 2017, e está no seu segundo mandato consecutivo.

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!
ENTRAR NO GRUPO
Compartilhe essa matéria nas redes sociais
Ative as notificações e fique por dentro das notícias
Ativar notificações
Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia
Alisha
Alorino
Antônio Carlos
Bianca Granado
Camila Santos
Edvaldo Corrêa
Elaine Damasceno
Fabiano Tavares
Gabriel Pianaro
Giselle Suardi
Guilherme C Carneiro
Mateus Afonso
Mauro Mueller
Oseias Gomes
Papai em Dobro
Tais Targa