Bebê é amarrada enquanto pai bebia cerveja no interior do Paraná

Os pais de uma criança de um ano e nove meses foram presos por abandono de incapaz e maus-tratos no município de Nova Santa Rosa, na região Oeste do Paraná. A bebê estava amarrada com uma camiseta na cabeça e o pai foi encontrado em um bar, bebendo cerveja. A mãe estava trabalhando e também foi presa pelos mesmos crimes.

Foto: Reprodução/Portal Nova Santa Rosa

Conforme foi revelado pela Polícia Militar, o Conselho Tutelar recebeu a denúncia de maus-tratos e as equipes foram até o bairro Berlim, onde encontraram a bebê amarrada. O Conselho vinha acompanhando o caso após denúncias de que a vítima estaria desnutrida e com a metade do peso de uma criança da mesma idade.

Os policiais entraram na casa acompanhados de um tio da criança e fizeram o resgate da bebê. O pai da vítima foi encontrado tomando cerveja em um bar e foi preso em flagrante. Ele tentou argumentar que a mãe do bebê teria amarrado a criança e saído de casa para trabalhar em Palotina ainda de madrugada. Ele alegou ter saído de casa depois das 9h, mas não foi até o quarto para ver a situação do filho.

A PM de Palotina também foi acionada e rapidamente prendeu a mãe da criança, que foi levada até Nova Santa Rosa para prestar esclarecimentos.

Bebê amarrado sofria maus-tratos e estava desnutrido

De acordo com o portal Nova Santa Rosa, o bebê que foi amarrado pelos pais estava desnutrido e pesava metade do que uma criança da mesma idade. O Conselho Tutelar acompanhava o caso após denúncias de que o bebê sofria maus-tratos. Na época, a Rede de Proteção, formada pelo CRAS, CREAS, Secretaria de Saúde e Conselho Tutelar iniciaram o acompanhamento da menina.

Uma vaga em tempo integral em uma creche da cidade foi assegurada pela Prefeitura para que o pai da criança levasse diariamente a filha, já que o homem estava desempregado – apenas a mãe estava trabalhando, no município de Palotina, e saía de casa ainda de madrugada para se dirigir ao trabalho.

O pai não levava a criança todos os dias, o que preocupava os conselheiros. Nesse período, a criança também teve tratamento disponibilizada através da Secretaria de Saúde, e o pai também não levava a crianças para o acompanhamento médico.

Na terça-feira (7), a creche avisou o Conselho que a criança tinha faltado às aulas mais uma vez e a PM foi acionada. A bebê foi resgatada e levada pelos conselheiros.

Mãe tenta justificar manter bebê amarrada

De acordo com o Portal Nova Santa Rosa, a mãe da bebê disse em depoimento que fez isso para que a criança pudesse dormir melhor. A mãe da criança relatou à polícia que a família é de outra região do país, onde existe o costume é de colocar óculos ou venda nos olhos das crianças para isolar a claridade. Ela explicou à polícia que saiu de madrugada para trabalhar e contava que o pai cuidaria do bebê como de costume.

O casal com a criança mora há pouco tempo em Nova Santa Rosa. “Segundo relatos do pai, o mesmo saiu de casa por volta das 9h, porém por ter discutido com sua esposa, mesmo sabendo que a criança estava no quarto, não foi olhar as condições e necessidades da mesma”, informou o boletim de ocorrência.

A criança está em acompanhamento médico em uma cidade da região e deve continuar em tratamento até ter condições de ser levada para a casa de um familiar. Os pais continuam presos na delegacia de Marechal Rondon.

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!
ENTRAR NO GRUPO
Compartilhe essa matéria nas redes sociais
Ative as notificações e fique por dentro das notícias
Ativar notificações
Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia
Alisha
Alorino
Antônio Carlos
Bianca Granado
Camila Santos
Edvaldo Corrêa
Elaine Damasceno
Fabiano Tavares
Gabriel Pianaro
Giselle Suardi
Guilherme C Carneiro
Mateus Afonso
Mauro Mueller
Oseias Gomes
Papai em Dobro
Tais Targa