Tribunal de Justiça determina perda do cargo de professor universitário por burlar sistema

Em julgamento apresentado pelo Ministério Público do Paraná, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) aumentou a pena e determinou a perda do cargo de um professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) denunciado por colocar dados falsos no sistema de controle de frequência da instituição.

Foto: EKATERINA BOLOVTSOVA

Conforme a denúncia, apresentada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ponta Grossa, o professor do curso de Direito da UEPG na época (de 2011 a 2013), e também servidor da prefeitura, teria acumulado as funções em horários incompatíveis.

Além disso, ele era aluno do curso de História da mesma universidade, frequentando as aulas como estudante em horários nos quais deveria lecionar no curso de Direito. Ele inseriu 86 vezes no sistema de controle de frequência dados falsos atestando que teria ministrado as aulas.

As informações são do Ministério Público do Paraná.

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!
ENTRAR NO GRUPO
Compartilhe essa matéria nas redes sociais
Ative as notificações e fique por dentro das notícias
Ativar notificações
Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia
Alisha
Alorino
Antônio Carlos
Bianca Granado
Camila Santos
Edvaldo Corrêa
Elaine Damasceno
Fabiano Tavares
Gabriel Pianaro
Giselle Suardi
Guilherme C Carneiro
Mateus Afonso
Mauro Mueller
Oseias Gomes
Papai em Dobro
Tais Targa