Pequim fecha shoppings e museus em meio a aumento de casos de covid

Autoridades de Pequim anunciaram, nesta terça-feira (22), o fechamento de museus e shoppings devido ao aumento de casos de covid-19. Ao mesmo tempo, vários moradores estão confinados em casa, enquanto testes da doença são feitos diariamente para tentar controlar o número de infecções.

A nova onda de casos está testando os ajustes recentes que a China fez na política de covid-zero, que previa bloqueios e restrições severas. Na capital, os números de contaminações chegaram a 1,4 mil nas últimas 24 horas, o que fez a cidade endurecer as regras de entrada, exigindo período de confinamento e testes.

O fechamento de museus e shoppings é somado ao pacote de restrição já estabelecido na cidade. Nos últimos meses, parques também foram fechados, escolas adotaram o sistema virtual de aulas e algumas lojas e restaurantes suspenderam as atividades. A rápida disseminação da covid também resultou na menor oferta de serviços em hospitais.

No último sábado (20.nov), a China registrou a primeira morte por covid-19 após mais de seis meses. O óbito, envolvendo um homem de 87 anos, foi relatado pela Comissão Nacional de Saúde, elevando o número total de mortos para 5.227.

Informações SBT News