Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

“A senhora vai encontrar, mas não com esse rosto”, diz PM para mãe de Andrielly

Foto: Reprodução/Facebook - “Vai encontrar, mas não com esse rosto", diz PM para mãe de Andrielly
Foto: Reprodução/Facebook

Em mais detalhes sobre o encontro que teve com o policial militar suspeito pelo desaparecimento de Andrielly Gonçalves da Silva, de 22 anos, a mãe da jovem, Cleusa Gonçalves contou que acredita que Diogo Coelho Costa matou e escondeu o corpo da estudante de Direito.

O encontro durou cerca de uma hora no 22º Batalhão da Polícia Militar, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, onde Diogo está preso temporariamente. Ele atua na Polícia Militar há dois anos e meio e servia na corporação onde está detido.

Segundo a mãe da jovem, Diogo se contradisse quando falou que deixou a jovem na BR, mas logo depois afirmou que ela se jogou do veículo. “Depois de tanto chorar, ele falou que estava há 80 km/h e ela pulou do carro, mas foi aí que eu comecei a ver que ele estava mentindo e eu, como mãe, acho que ele matou minha filha”, afirmou Cleusa.

Também ao ver a foto de Andrielly estampada na camiseta que Cleusa estava usando, o PM disse que a mãe da estudante vai encontrá-la, mas não sorrindo. “Ele disse, a senhora vai encontrar ela, mas não com esse sorriso e com esse rostinho”, contou a mãe de Andrielly.

Além da conversa com o policial militar, Cleusa Gonçalves contou sobre como é o local onde Diogo está detido. “Ele está no conforto, só não pode sair. Da primeira vez que eu vi ele, de longe, ele estava no banho de sol e conversando com os policiais. Agora ele estava saindo do banho”, finalizou.

Colaboração de Lucas Rocha/Rede Massa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo