Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Acordo restringe permanência de manifestantes no entorno da PF

(Foto: Colaboração) - Acordo restringe permanência de manifestantes no entorno da PF
(Foto: Colaboração)

Em um acordo firmado entre militantes favoráveis ao ex-presidente Lula, moradores do entorno da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, órgãos de segurança pública, Ministério Público do Paraná (MPPR) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), foram restritos os horários em que são permitidas as manifestações de apoio ao petista no entorno do prédio da PF, onde ele está preso.

A partir do documento, os movimentos sociais não podem permanecer no cruzamento das ruas Guilherme Matter e Barreto Coutinho, em horários fora das saudações de “bom dia” e “boa noite”. Durante a semana, os manifestantes podem permanecer no local pela manhã, das 9h às 9h30, e no período da tarde das 17h às 17h30, nas terças, quartas e sextas-feiras e das 17h às 19h, nas segundas e quintas. Com o acordo, o “boa tarde” fica excluído, assim como fica proibido qualquer tipo de manifestação em via pública aos sábados e domingos.

Também ficou proibida a utilização de caixas de som e fogos de artifício e fica restrita a circulação dos manifestantes pelo bairro fora dos horários especificados no acordo.

Fora desses horários, as reuniões sociais, culturais e políticas dos membros dos movimentos só poderão acontecer em imóveis particulares, como o terreno alugado nesta segunda-feira (16), que fica em frente à Polícia Federal.

O termo também ressalta que qualquer das partes poderá denunciar o descumprimento dos termos da transação e uma vez comprovado fica automaticamente restabelecida a liminar anterior.

Com o acordo de conciliação, fica suspenso o interdito proibitório vigente desde abril.