Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Advogado investigado por homicídio tem prisão decretada

Um advogado foi preso em Curitiba pela Polícia Civil de Pato Branco na última semana. O profissional, que mora em pato Branco, estava na capital fazendo tratamento em uma clínica para reabilitação de usuários de droga.

Conforme o delegado chefe da 5ª SDP, Getúlio de Moraes Vargas, o advogado teve mandado de prisão preventiva decretado pela justiça. Ele é investigado no caso do desaparecimento dos irmãos Sandoval Paulirio Nascimento de Lima, 40 anos, e Eliades Fernandes de Lima, 37 anos, que teriam sido executados e jogados no Rio Iguaçu, em Chopinzinho. Para os corpos não boiarem, sacos com pedra teriam sido amarrados nas vítimas.

Recentemente a polícia fez buscas na localizada de linha Iguaçu, onde o advogado tem uma residência. Durante dois dias bombeiros mergulharam, mas não conseguiram encontrar nenhum sinal das supostas vítimas. Segundo o delegado, as suspeitas contra o advogado aumentaram a partir da apreensão de uma camionete dele, que apresentava vestígios de sangue na carroceria. A polícia solicitou exame e aguarda o resultado para saber se é sangue humano ou não.

Familiares das vítimas e testemunhas já foram ouvidas pela Polícia Civil. Os irmãos, segundo familiares, seriam viciados em droga e Sandoval tinha um mandado de prisão por tráfico. Advogados do investigado lutam para que ele possa permanecer em Curitiba na clínica, a fim de se recuperar do vício.

Colaboração Portal RBJ.