Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após anos de dúvida, idosa confirma que neto foi sepultado como indigente

(Foto: Índio Maringá/Rede Massa) - Após anos de dúvida, idosa confirma que neto foi sepultado como indigente
(Foto: Índio Maringá/Rede Massa)

Em Maringá, uma idosa enfim conseguiu a confirmação sobre o destino do neto, desaparecido desde 2013. Um exame de DNA feito em Curitiba confirmou que o rapaz foi assassinado e enterrado como indigente.

Há quase quatro anos, Josefina Ventania, 74, lutava para descobrir o paradeiro do neto Caio Roberto Ventania, 26. O rapaz foi executado a tiros e sepultado como indigente, pois ninguém da família apareceu para reclamar o corpo.

Com câncer, Josefina Ventania veio até Maringá para atendimento médico e também resolver o impasse sobre o neto. O exame genético confirmou o parentesco entre o falecido e a idosa, que agora poderá mover os restos mortais para uma lápide com nome.

Colaboração Índio Maringá da Rede Massa

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo