Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após atentado em Suzano, adolescente ameaça alunos em escola estadual

(Foto: Google Street View) - Após atentado em Suzano, adolescente ameaça alunos em escola estadual
(Foto: Google Street View)

Menos de um dia depois do atentado que deixou dez mortos em uma escola, em Suzano, São Paulo, outro caso mobilizou a Polícia Militar (PM), em Quinta do Sol. Um adolescente, de 15 anos, teria ameaçado um grupo de alunos depois de um desentendimento, durante o intervalo, na manhã desta quinta-feira (14).

A informação foi confirmada pela secretária do colégio, Stefany Souza. De acordo com a funcionária, os estudantes alegaram que o suspeito estava com uma arma no momento do incidente, mas o objeto não foi encontrado.

A Polícia Militar (PM) foi acionada, mas não localizou o adolescente na escola. De acordo com a PM, pais, alunos e responsáveis ligaram na corporação informando o fato, que ainda não foi esclarecido.

Atiradores de Suzano têm 17 e 25 anos

A polícia confirmou a identidade dos dois atiradores que abriram fogo nesta quarta-feira, 13, em uma escola estadual em Suzano, matando 8 pessoas. Um deles é Luiz Henrique de Castro, que faria 26 anos neste sábado, 16, e o outro é G.T.M., de 17 anos. Depois dos disparos, os dois se mataram.

O coronel Salles da PM disse que, antes de entrar na escola, os dois atiradores atiraram contra o proprietário de um lava-jato que fica em frente à escola. Segundo o coronel, os atiradores entraram na escola na hora do intervalo.

Primeiro, eles atiraram em uma coordenadora pedagógica e uma supervisora. Depois, se dirigiram ao pátio, onde atingiram em quatro alunos de ensino médio. Em seguida, eles foram até o Centro de Línguas. Os alunos que estavam no local se esconderam dentro de uma sala de aula.

Os atiradores, então, se suicidaram no corredor em frente.