Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após discussão, homem acaba esganando a companheira

(Foto: Colaboração Agora Litoral) - Após discussão, homem acaba esganando a companheira
(Foto: Colaboração Agora Litoral)

Um homem foi preso em Pontal do Paraná após matar a companheira por esganadura. O crime ocorreu na noite de quinta-feira (9), mas só foi descoberto na manhã de sexta-feira (10). De acordo com o delegado Lucio Lugli, a suspeita é que, depois de matá-la, ele ainda tenha dormido ao lado do cadáver na cama do casal.

A descoberta do homicídio ocorreu após a Polícia Civil ter sido avisada de que uma mulher havia sido encontrada morta em uma residência na Rua Cabo Frio, no balneário Shangri-lá. A equipe da Delegacia de Ipanema deslocou-se até o local e encontrou o cadáver de Marli de Fatima da Silva, de 44 anos, já frio e com uma pequena lesão no lado esquerdo da testa.

Segundo o delegado, o companheiro dela, Marcio Bastos, de 41 anos, disse aos policiais que, ao acordar, a mulher estava morta. Porém, algumas evidências encontradas na casa levaram os policiais a colocarem o amásio como o principal suspeito da morte de Marli.

Marcio contou que o casal jantara e havia tido uma leve discussão, mas sem maiores consequências. Disse também que a mulher havia se queixado de uma dor na barriga, e que acreditava ser esta a causa da sua morte.

Confissão

Na Delegacia, a Polícia Civil constatou que Marcio Bastos já tinha uma passagem pela Lei Maria da Penha e o suspeito então, confessou. Ele revelou que na noite anterior, após uma discussão na cozinha da casa, Marli teria lhe agredido com uma faca de cozinha (que teria deixado as marcas vistas no seu rosto e pescoço) e ele teria reagido apertando o pescoço dela. Ainda segundo ele, a vítima teria desfalecido e ele a levado e deitado na cama do casal.

Marcio Bastos foi enquadrado como autor de feminicídio. Marcio convivia com Marli há mais de um ano. As brigas do casal eram frequentes.

Colaboração Agora Litoral

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo