Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após oito meses, CRM retira indicativo de interdição ética de maternidade

(Foto: Divulgação) - CRM retira indicativo de interdição ética de maternidade
(Foto: Divulgação)

O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) retirou o indicativo de interdição ética da Maternidade Victor Ferreira do Amaral, em Curitiba. A medida foi promovia em junho do ano passado, após a verificação de irregularidades nas escalas de trabalho.

O anúncio da retirada foi oficializado na última terça-feira (19), depois de constatada a solução das irregularidades. “Na vistoria feita pelo nosso médico fiscal no dia 14 de fevereiro verificamos que todos os pontos críticos vislumbrados no início do indicativo foram solucionados, principalmente no que se refere a pessoal e às escalas médicas, além de questões estruturais”, comentou o gestor do Departamento de Fiscalização do Exercício Profissional (Defep) do CRM-PR, Dr. Carlos Roberto Naufel Junior. A retirada do indicativo foi aprovada por unanimidade na Sessão Plenária nº 4.881 do CRM-PR, realizada na última segunda-feira (18).

Indicativo

Entre as irregularidades verificadas no ano passado pelo CRM estava o atendimento de setores diferentes ao mesmo tempo, pelos médicos e ausência de pediatras. Na ocasião, o CRM explicou que o indicativo de interdição ética foi utilizado para que as irregularidades fossem corrigidas.

A Maternidade Victor Ferreira do Amaral é a primeira do Paraná, fundada em 1913, e está sob administração da Ebserh.

Colaboração CRM

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo