Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após ordem da Justiça, prefeitura vai reabrir pronto socorro

Foto: Prefeitura de São José dos Pinhais - Após ordem da Justiça, prefeitura vai reabrir pronto socorro
Foto: Prefeitura de São José dos Pinhais

Os atendimentos de urgência e emergência do Hospital e Maternidade São José dos Pinhais devem ser retomados a partir das 23h deste domingo (21). A confirmação foi feita pela Prefeitura nesta sexta feira (19). Ontem, a Justiça determinou que o pronto socorro fosse reaberto em até 72h, por pelo menos 30 dias. Caso contrário o município seria multado em R$ 10 mil por dia de descumprimento. 

O serviço está suspenso desde o último dia 9. A prefeitura alegou que não tem recursos suficientes para manter os atendimentos. Para o Ministério Público do Paraná, o fechamento abrupto do setor do hospital deixou a população desassistida. O estabelecimento é referência regional de atendimento. Diante da suspensão, o MP-PR abriu uma ação civil pública contra o município para que o pronto socorro fosse reaberto. 

Nesta sexta a Prefeitura de São José dos Pinhais confirmou que o setor vai ser reaberto por 90 dias, a partir de domingo. Isso vai ser possível com o repasse de R$ 3,75 milhões do Governo do Estado, previsto para esta sexta, e um segundo aporte a ser recebido no início de junho. 

Apesar de conseguir retomar os atendimentos, o município reforçou que o orçamento da saúde sofreu cortes consideráveis e que os recursos repassados pelo Estado e pela União não são suficientes.  

Contrapartida

A Prefeitura de São José dos Pinhais informou ainda que vai notificar o Governo do Estado do Paraná e o Ministério da Saúde para que façam os aportes de contrapartida para o atendimento universal do serviço do Pronto Socorro do hospital. Além disso, a liminar  prevê a notificação do Estado e do Ministério da Saúde para que estes tenham ciência da decisão e ajustem os repasses financeiros ou remanejem o fluxo de pacientes a ser absorvido por outros estabelecimentos que compõem a rede caso consolidado o descredenciamento.

Com informações da Prefeitura de São José dos Pinhais