Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após protesto, Câmara rejeita proposta de aumento da idade mínima para passe livre

Após protesto, os vereadores rejeitaram, por 10 votos a 9, o projeto de lei que aumentava de 60 para 65 anos a idade mínima de idosos para obtenção do benefício para passe livre. A votação aconteceu na Câmara Municipal de Cascavel, no Oeste do Paraná. 

A matéria 108/2016, de autoria do vereador Luiz Frare (PDT), causou revolta na população. Os manifestantes prometeram ir às ruas caso o texto fosse aprovado. "Caso passe, teremos uma reunião amanhã de manhã. Vamos fazer uma relatório e pretendemos convocar os interessados a participar de um ato que gere comoção nos parlamentares. Também vamos fazer um requerimento para que esse  tipo de proposta não volte a tramitar", explicou Amália da Nóbrega, presidente da Comissão do Idoso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

A alteração, segundo eles, não contribui para os preceitos básicos da vida digna e participativa do idoso. "O vereador que propôs isso quer tirar o único bem que o idoso tem, de ir e vir, visitar um familiar, ir ao médico. É vergonhoso", afirma.

Saiba como votou cada vereador:

A FAVOR

Paulo Porto, Jaime Vasatta, Professor Paulino, Pedro Silvério, Jorge Bocasanta, Rui Capelão, Celso Dal Molin, Pedro Martendal, Fernando Winter, Jorge Menegatti,

CONTRA

Luiz Frare, Aldonir Cabral, Robertinho Magalhães, Romulo Quintino,Ganso sem Limite, Marcos Rios, Nei Haveroth, Walmir Severgnini, Claudio Gaiteiro.

AUSENTE

João Paulo

Colaboração: Cristiane Guimarães/Rede Massa.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo