Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após reações, Unidade de Saúde Medianeira não tem vacina contra gripe

Unidade fica nas dependências da Igreja de Nossa Senhora de Medianeira (Foto: Reprodução / Google Street View) - Após reações, Unidade Medianeira não tem vacina contra gripe
Unidade fica nas dependências da Igreja de Nossa Senhora de Medianeira (Foto: Reprodução / Google Street View)

A Unidade de Saúde Medianeira, localizada na Avenida Anita Guaribaldi, no bairro São Lourenço, em Curitiba, é a única que não faz parte da Campanha de Vacinação contra a gripe deste ano. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde.

Usuários que buscaram a dose da vacina na unidade Medianeira nesta segunda-feira (23) relataram ao Massa News que receberam a negativa por parte dos funcionários. Eles informaram que a vacina não estava disponível no local e que a orientação era procurar outra unidade.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que a Unidade Medianeira está sem sala de vacina atualmente, por precaução. Este local está fechado desde o ano passado, após a ocorrência de quatro eventos adversos de vacinação durante a campanha de imunização.

Quatro pessoas procuraram atendimento médico depois de apresentarem sintomas relacionados à infecção bacteriana, em maio de 2017, dias depois da aplicação da vacina na unidade Medianeira. Uma delas teve complicação no quadro de saúde e morreu em agosto.

O posto de saúde chegou a ser fechado. Atualmente, apenas a sala de vacina permanece bloqueada. A Secretaria de Saúde esclareceu que nenhum tipo de vacina está sendo aplicada na unidade Medianeira e que a sala de vacina está fechada por medida de precaução até a finalização do processo administrativo aberto pela Procuradoria Geral do Município para investigar o caso. A reportagem do Massa News questionou a procuradoria sobre o estágio deste processo e aguarda retorno.

A Secretaria Municipal de Saúde ressaltou que a campanha de vacinação contra a gripe acontece em 110 unidades básicas de saúde. A mobilização segue até o dia 1º de junho.

Atualização

A Procuradoria Geral do Município informou, por meio de assessoria de imprensa, que "o processo encontra-se na Promotoria de Saúde do Ministério Público do Paraná desde o final do ano passado, em razão de terem sido apurados indícios de prática de delito em sindicância interna. Tão logo sejam finalizadas as coletas de depoimentos, serão tomadas as medidas cabíveis".