Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Após seis dias, Vanda Pepiliasco deixa a prisão

(foto: Rede Massa/Reprodução) - Após seis dias, Vanda Pepiliasco deixa a prisão
(foto: Rede Massa/Reprodução)

A artista plástica Vanda Pepiliasco, presa pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado na quinta-feira (1º) em Cuiabá (MT), conseguiu habeas corpus do Tribunal de Justiça (TJ) para deixar a prisão.

Condenada a oito anos e seis meses de prisão pela morte da empregada doméstica Cleonice em 10 de julho de 1993 em um apartamento na rua Goiás, centro de Londrina, Vanda aguardava um recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) quando um novo mandado de prisão foi expedido pela juíza da 1ª Vara Criminal, Elizabeth Khater, determinando execução provisória da pena.

O advogado de defesa de Vanda, Walter Bittar, alegou ao TJ que a decisão da juíza da 1ª Vara afrontava outra decisão do próprio tribunal, que já havia concedido habeas corpus à artista plástica.

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo