Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Aumenta o número de pontos impróprios para banho no Litoral

(Foto: Arquivo/SECS) - Aumenta o número de pontos impróprios para banho no Litoral
(Foto: Arquivo/SECS)

Quatro pontos do Litoral do Estado estão impróprios para banho. A informação é do boletim de balneabilidade divulgado nesta sexta-feira (13) pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). O estudo aponta um aumento no número de locais em que o banho não é indicado aos veranistas.

Os pontos – além daqueles considerados permanentemente impróprios – são: em Guaratuba, 100 metros à esquerda do Morro do Cristo; em Morretes, dois pontos do Rio Nhundiaquara (Porto de Cima e Largo Lamenha Lins), e em Antonina, na Ponta da Pita.

A justificativa para o aumento dos locais impróprios é a chuva frequente na região, de acordo com a bioquímica do IAP, Sumaia Andraus. “O aumento da concentração de bactérias Escherichia coli nesses locais já estava sendo apontado nos monitoramentos das semanas anteriores, mas ainda não ultrapassava os padrões estabelecidos pelo Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente), com as chuvas mais frequentes e constantes esse limite foi atingido. São locais onde já se imagina ter maior possibilidade de contaminação também pelo movimento de pessoas”, explica.

A condição da praia é indicada por meio de bandeiras fixadas na beira da praia, rios e reservatórios. A sinalização aponta a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor vermelha indica que a água não é recomendada, enquanto que a azul demonstra que a região está própria para banho.

Interior do estado

Na Costa Norte e Oeste do Paraná, o monitoramento indica que todos os 17 pontos de praias artificiais e represas estão próprios para banho.

A avaliação é realizada nas cidades de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Marechal Cândido Rondon e em Primeiro de Maio.

Colaboração Agência de Notícias do Paraná