Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Aves apreendidas pelo IAP são devolvidas à natureza

(Foto: Divulgação/IAP) - Aves apreendidas pelo IAP são devolvidas à natureza
(Foto: Divulgação/IAP)

Pássaros silvestres apreendidos em fiscalização do Escritório Regional do Instituto Ambiental do (IAP) de Curitiba foram soltos no Parque Estadual do Monge, na Lapa. Durante fiscalização, realizada em outubro, 34 aves foram apreendidas em criadouros irregulares e ficaram sob a guarda do IAP.

Entre as aves apreendidas, 14 foram soltas, três foram destinadas ao Instituto Conservacionista Anami e 17 foram adotadas. As aves destinadas ao Parque Estadual do Monge são das espécies: pintassilgo, sabiá, trinca-ferro e canário-da-terra, pois no local existe registro de outros pássaros da mesma espécie.

Os pássaros apreendidos passaram por avaliação profissional, e as que estavam em condição de se manter no meio ambiente foram devolvidas à natureza. "Muitas vezes, o animal que passou muito tempo em cativeiro não consegue se adaptar novamente à natureza, por isso eles foram destinados ao Instituto ou a pessoas que se cadastraram no site do IAP e podem recebê-los", explica a chefe do Departamento de Licenciamento de Fauna do IAP, Márcia de Guadalupe Pires Tossulino.

O Instituto Conservacionista Anami, situado em São José dos Pinhais, recebeu dois tucanos e um papagaio. O local é um dos mantenedores silvestres autorizados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama), possuindo o espaço e profissionais necessários para manter essas espécies.

Colaboração Louise Fiala