Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Balanço da Operação Verão aponta redução de homicídios e roubos; Carnaval terá reforço

(Foto: Divulgação/AEN) - Balanço da Operação Verão aponta redução de homicídios e roubos
(Foto: Divulgação/AEN)

O balanço dos 60 dias da Operação Verão Paraná 2018/2019, divulgado nesta sexta-feira (22), apontou a redução de crimes e o aumento de atendimento ao cidadão nos serviços públicos oferecidos pelo Governo, em comparação com a temporada anterior. Haverá, ainda, reforço dos serviços durante o Carnaval, principalmente na área da segurança.

De acordo com o balanço, houve redução de 15% nos casos de homicídios e 29,15% nos roubos, além de aumento no número de pessoas abordadas, que chegou a 37 mil – 125% a mais na comparação. “Vamos ampliar as ações em Morretes, Antonina e Paranaguá, pois tem um fluxo de turistas que segue para estas cidades, de modo que teremos cerca de 300 policiais militares a mais, além dos já atuantes no verão, garantindo ao cidadão paranaense e de outras regiões um Carnaval mais seguro”, afirmou o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Luiz Felipe Kraemer Carbonell, coordenador estadual da Operação Verão.

Reforço

O Carnaval 2019 terá reforço de efetivo policial durante todos os dias de folia no Litoral. O comandante-geral da Polícia Militar (PM), coronel Péricles de Matos, afirmou que equipes de unidades especializadas, como o Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), estarão nas praias para auxiliar o efetivo da Operação Verão. Também haverá reforço de fiscalizações nas rodovias estaduais pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv).

Segurança Pública

As polícias Militar e Civil apontaram, no balanço, que o número de homicídios caiu de 33 para 29 casos. Houve redução de 29,15% de roubos (de 223 ocorrências para 158) e um aumento significativo de prisões de pessoas com mandados de prisão em aberto, que agora chegou a 109 detidos contra 74 no mesmo período da temporada passada.

A Polícia Civil redobrou as atividades em todo o Litoral e obteve a redução de 22,18% nos crimes contra o patrimônio, em comparação com o verão anterior – de 248 casos para 193. As equipes policiais instauraram 180 inquéritos policiais e prenderam 499 pessoas, um aumento de 14,45% em relação ao registrado no período anterior, quando foram 436 prisões.

“Temos uma integração muito grande e os trabalhos são realizados da forma mais rápida possível para que a conclusão dos inquéritos policiais, no término da Operação Verão, a maior parte deles, esteja devidamente relatada e encaminhada à justiça”, disse o coordenador da Operação Verão Paraná pela Polícia Civil, delegado Miguel Stadler.

Salva-vidas

Desde o início da temporada até agora, os bombeiros fizeram 765 resgates no mar e foram registrados 13 óbitos - diferente do mesmo período do ano passado, quando houve 1.080 resgates e seis óbitos. As advertências e orientações aos banhistas se mantiveram praticamente estáveis, aumento de 5,34% e queda de 2,30%, respectivamente.

A Polícia Científica, por sua vez, fez 1.017 exames periciais nas bases de Matinhos e Paranaguá, decorrentes dos atendimentos a ocorrências e ao público em geral. O Instituto Médico Legal (IML) fez 479 exames de clínica nesta temporada. “Estamos com todos os exames concluídos, com a atuação de uma equipe de serviço e outra de sobreaviso para que o atendimento seja o mais rápido possível”, explicou o perito criminal Michel Rodrigues.

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) teve atuação mais expressiva nesta temporada. “Este é o segundo ano que participamos da Operação Verão e agora com as fiscalizações tivemos uma queda de 90% de rompimento de tornozeleira eletrônica e esperamos que nos anos seguintes o Depen possa participar com outras equipes de campo”, explicou o vice-diretor do Depen, Edilson Pereira Spósito.

Saúde

No Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, foram registrados 6.268 atendimentos ambulatoriais, e mais 4.773 atendimentos de pronto socorro (urgência e emergência). Nas areias os profissionais fizeram 18.666 testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatite. As equipes do Samu foram reforçadas para a temporada e foram feitos até agora 4.260 atendimentos.

Meio ambiente

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) atendeu 58 denúncias de crimes ambientais e fez 121 fiscalizações de restinga, fauna e flora nas áreas de conservação ambiental e também nas praias. O boletim de balneabilidade, divulgado semanalmente, aponta que dos 49 pontos monitorados, apenas a Ponta da Pita, em Antonina, está impróprio para banho, além das imediações de 10 rios, canais e galerias.

Pelo Batalhão de Polícia Ambiental Força-Verde, as ações de fiscalização contra crimes ambientais resultaram na lavratura de 69 Termos Circunstanciados e mais de 670 locais vistoriados pelas equipes policiais. Mais de 100 ocorrências de pesca e flora foram atendidas nesta temporada, além de 4.101 pessoas abordadas pelos policiais militares ambientais.

Copel

Mais de 2,5 mil empréstimos de bikes e patinetes elétricos foram feitos desde o início da Operação Verão Paraná até agora. As centrais de atendimento presencial ajudaram mais de 13,4 mil pessoas, enquanto as equipes de serviço fizeram 13,6 mil atendimentos emergenciais em toda a faixa litorânea.

Para o Carnaval, os serviços serão intensificados. “Pela parte da distribuição de energia elétrica, a Copel está com equipes reforçadas, buscando restabelecer a energia o mais rápido possível, caso haja alguma queda de luz agora no Carnaval”, explicou o gerente do Departamento de Serviços da Região Metropolitana e Litoral, Sidnei Garsztka.

Sanepar

De acordo com o gerente regional da Sanepar, Arilson Mendes, o projeto Chuá, de duchas ecológicas para uso dos veranistas e moradores, foi utilizado por 144.060 pessoas ao longo da temporada. As atividades recreativas alcançaram mais de 31 mil pessoas.

Para o Carnaval, o serviço será reforçado para atender a demanda de uso de água. “A Sanepar trabalha todo ano para que durante o verão as pessoas sejam bem atendidas e estejam tranquilas em suas casas. Durante o carnaval este trabalho se intensifica, e nós teremos novas equipes reforçando as equipes que já trabalham normalmente no Litoral, para podermos prestar um bom atendimento neste carnaval”, disse Garsztka.

Esporte

A Secretaria da Educação e Esporte contabilizou 121.846 pessoas atendidas com as atividades lúdicas nas praias de Pontal do Paraná, Guaratuba e Matinhos. Ao longo do mês de janeiro foram feitas atividades esportivas e recreativas como caminhadas, torneios esportivos, recreações, ginásticas e danças para todas as idades.

Detran E DER

As campanhas educativas de trânsito do Detran-PR alcançaram 17,8 mil pessoas. As atividades englobam o programa Se Liga no Trânsito, voltado para a conscientização sobre a embriaguez ao volante, blitzs educativas e brincadeiras para as crianças na tenda de recreação, em Matinhos. “As pessoas abordam os bares, conversam com motoristas que estejam bebendo, levam a informação e a conscientização que bebida e direção não combinam. Há, também, a distribuição de bafômetros descartáveis”, disse a Diretora de Tecnologia e Desenvolvimento do Detran, Jaqueline Almeida.

Já o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) atuou na fiscalização de veículos nas rodovias estaduais. Desde o início da Operação Verão, em dezembro, até agora, foram lavradas 201 notificações de trânsito e abordadas 2.612 pessoas. “O nosso objetivo é coibir os veículos clandestinos, por isso fazemos fiscalizações regularmente”, explicou a gerente de fiscalização do DER, Elisabete Bozza.

Informações Agência Estadual de Notícias

Grupo do Massa News no WhatsApp

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  Entrar no grupo